Livre Mercado: um direito humano – entenda mais

Em geral nem todas as pessoas conhecem plenamente seus próprios direitos, e algumas vezes sequer entendem seus deveres. No entanto, observamos que as pessoas estão sempre pedindo mais intromissão do Estado, ou Governo, em questões privadas. Na jovem democracia brasileira, quem poderia imaginar o Livre mercado como um direito humano? Essa é a idéia e tema para reflexão do maior evento de conteúdo do Espírito Santo, realizado pelos jovens líderes do Instituto Líderes do Amanhã.

Este é o oitavo ano que o Instituto realiza o evento, inclusive trazendo palestrantes internacionais e colocando o Espírito Santo em destaque no cenário nacional com conteúdo de alta relevância. Neste ano o evento será híbrido (presencial e virtual) trazendo a transmissão do evento online com valor de inscrição simbólico (R$20,10) remetendo ao ano de fundação do Instituto. As inscrições podem ser realizadas pelo site www.forumvitoria.com.br onde você também confere a programação completa.

Com conteúdo de primeira linha, palestrantes de renome e reflexões que fogem o senso comum, o Instituto Líderes do Amanhã compartilha com a sociedade o conhecimento que pode nos libertar rumo a uma vida de prosperidade. O entendimento de que “o indivíduo que luta pelo futuro, vive nele hoje” e sabendo que “um pequeno grupo de pessoas conscientes e engajadas é capaz de mudar o mundo”, percebemos o protagonismo de cada indivíduo em sua vida e os impactos gerados em seu entorno. Nas palavras de Ludwig von Mises: “idéias e somente idéias podem iluminar a escuridão”.

Neste contexto o evento que acontece nos dias 5 e 6 de Novembro trará inúmeros painéis como “A Interface da Política x Mercado” que contará com o Governador Renato Casagrande e o presidente do Banco Central – Roberto Campos Neto. Em um dia teremos o fundador e CEO do Nubank David Vélez falando sobre “Capitalismo Brasileiro no Mundo” e no dia seguinte o Ministro do STF Luís Roberto Barroso versando sobre “Direito e Liberdade”. Outro painel interessante: “Como a digitalização amplia o acesso das massas ao mercado” promete novas reflexões.

Um dos destaques deste ano será o empresário Fernando Carreira, Presidente da Autoglass – empresa capixaba com atuação nacional e internacional, que receberá o Prêmio Liberdade Empresarial. Para aqueles que se identificaram com o Instituto e sua missão, vale a pena conhecer clicando aqui.

No que vale o depoimento pessoal, tive a oportunidade de ingressar no Líderes do Amanhã em 2013 e reconheço sua importância em minha formação como ser humano. Sou grato a todo conhecimento e oportunidades que impactaram minha vida. Por esta razão reforço o convite, afinal, conhecimento não ocupa espaço e você sempre será seu melhor investimento.

* artigo escrito por Rafael Ottaiano, fundador da Positiv Network.

** conteúdo em vídeo no canal do YouTube, inscreva-se!

*** receba os artigos em primeira mão e de fácil compartilhar, clicando aqui.

7 Respostas para “Livre Mercado: um direito humano – entenda mais

  1. Daqui a pouco plantar bananeira na quinta-feira também será um direito humano… Mas não é essa questão. Há a equívoco conceitual: Direitos Humanos são reconhecidos pela sociedade internacional (e não há nenhum reconhecimento nesse sentido – se assim fosse, todos os países estariam obrigados ao capitalismo e isso não é verdade). Contudo, no Brasil a livre iniciativa é sim um direito protegido pela Constituição; nesse caso chamamos de Direito Fundamental e não Direito Humano.

    1. Exatamente! Parece que estamos na década dos maiores equívocos conceituais. Emprega-se um conceito para dar explosão de sensações, e trazer alguma lógico, sem lógica, para alguém que se vê nessa lógica. Em outras palavras, um fomento ao equívoco. Direto Humanos é uma coisa, Direito Fundamental é outra!

      1. Olá Aurélio, obrigado pela conexão com o blog. No primeiro parágrafo o autor especifica: “Essa é a idéia e tema para reflexão do maior evento de conteúdo”. O decorrer do artigo menciona quem são os organizadores e a programação do evento.

  2. Esses empresarios falam de LIVRE MERCADO de menos estado e mais privado até a hora que se apertam cono vimos na pandemia Nessa hora correm para pefir ajuda ao governo e sao justamente os que o governo socorre primeiro liberando trilhões aos bancos e empresas. Bandos de CARA DE PAU.

  3. Esse é o texto mais (editado) que eu já li. Livre mercado como direito humano? Piada pronta. Quem escreveu não sabe nada sobre significado e os conceitos dentro dentro dos direitos humanos – ou sabe e deturpou nessa mixórdia ridícula. Esse evento tem a cara do MBL, sabe…Movimento Bosta Livre…

    1. Olá Vinicius, obrigado pela conexão com o Blog. No primeiro parágrafo o autor especifica: “Essa é a idéia e tema para reflexão do maior evento de conteúdo”. O decorrer do artigo menciona quem são os organizadores e a programação do evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *