Hábito da leitura deve ser incentivado desde a primeira infância

Hábito da leitura
Compartilhe esta notícia

Muito se fala sobre a importância da leitura para o desenvolvimento cognitivo e social das crianças. Inúmeros estudos afirmam que, mesmo antes de aprender a ler, ter contato com livros e desenvolver o hábito da leitura é benéfico em inúmeros sentidos. Mais do que um treino para a alfabetização, essa atividade desenvolve a atenção, a concentração, o vocabulário, a memória e o raciocínio etc.

Muitos esperam até que a criança “entenda” um pouco o mundo para começar a ler para ela. Mas pesquisas cada vez mais afirmam que essa prática pode começar o mais cedo possível, até mesmo durante a gestação.

De acordo com a psicopedagoga Karine Monteiro, a lógica de “ler para a barriga” é a mesma de quando os pais colocam música para o bebê ouvir, Ele pode não entender o que é, mas essa não é a questão principal.

“Ler para o feto a partir da 20ª semana de gestação, que é quando ele começa a escutar, é uma forma de criar conexão com a mãe e com quem conversa com ele e se acostumar com a cadência das palavras, entender que esse é um momento de paz e de relacionamento. Além disso, com o tempo ele vai se familiarizando com as palavras, com o ritmo de histórias e cria um ritual com a mãe”, explica.

Hábito da leitura na primeira infância

A psicopedagoga acrescenta que o hábito deve ser estimulado durante toda a primeira infância. Esse período vai da gestação até os seis anos de idade. Esse conceito está registrado no Marco Legal da Primeira Infância, lei de 2016 que garante os direitos relacionados a essa etapa da vida.

De acordo com o site Todos Pela Educação, “há uma relação estreita entre cuidado, atenção e aprendizagem durante os primeiros anos de vida. É como o alicerce de uma construção: quanto mais robusto e bem fundamentado, então mais peso e altura ele aguentará. Da mesma maneira, a qualidade dos vínculos que a criança estabelece com familiares, cuidadores, educadores e ambientes construirá a base sobre a qual um complexo processo de conhecimento do mundo se erguerá.

Sendo assim, a educação e a leitura são parte do conjunto de iniciativas que devem amparar a criança na primeira infância. Karine comenta que ler para os jovens durante a primeira infância é importante para seu desenvolvimento educacional. Isso vem sendo cada vez mais incentivado pelas entidades da área e pelos próprios pais.

Efeito positivo

Um estudo da Academic Societies, dos Estados Unidos, mostra que quanto mais cedo os bebês têm contato com a leitura, mais seus cérebros desenvolverão conexões neurais relacionadas ao entendimento da linguagem. De acordo com os pesquisadores, o efeito positivo da leitura para a compreensão da linguagem e expansão do vocabulário é equivalente ao ensino de regras de sintaxe em aulas de gramática.

Para realizar a pesquisa, os estudiosos analisaram entrevistas sobre rotina de leitura feita com famílias com filhos na pré-escola, sendo 40% delas de baixa renda. Os neurologistas analisaram o comportamento cerebral das crianças enquanto escutavam uma história. Os exames constataram que a atividade na parte do cérebro responsável pela compreensão da linguagem era mais intensa nas crianças que tiveram contato com a leitura mais cedo e com maior frequência.

Veja mais conteúdos sobre educação e tecnologia no EducaTech.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *