Tecnologia na educação: por que a sua presença tornou-se importante?

tecnologia educação
Compartilhe esta notícia

Desde a chegada do advento da internet, pode-se notar mudanças em processos do cotidiano. Com a possibilidade da inovação, o estudo, lazer e trabalho foram modulados diante de necessidades particulares e individuais de cada setor. Ainda assim, no ano de 2020 tudo mudou. Com a chegada da pandemia causada pela Covid-19, acompanhada da necessidade de manter o distanciamento social, a adesão de ferramentas que possibilitassem a continuidade das atividades foi decisiva para que muitas coisas continuassem acontecendo. A tecnologia na educação não foi diferente.

De acordo com dados disponibilizados pelo DataSenado, 32,4 milhões de alunos da educação básica e superior obtiveram contato com o ensino a distância (EAD) no último ano.

Ainda que, de acordo com o Censo Escolar, realizado pelo Inep, somente 52,7% das escolas municipais e 85% das escolas particulares obtivessem banda larga presente no ano de 2020, a necessidade de mudar o cenário foi iminente. Com isso, planos de ação foram traçados para atender a demanda emergente.

Tecnologia na educação: soluções para o EAD

O EAD trouxe muitos desafios. Entre eles a adesão das aulas e o novo formato de transmitir conhecimento. Outro ponto também se sobressaiu: a dificuldade dos professores em reconhecer a participação ativa de seus alunos.

Com intuito de construir uma ponte que afaste todos da desigualdade digital, a Samsung SDS criou o projeto Smart School. “Vislumbramos um futuro educacional onde os alunos que vivem em áreas rurais e remotas interajam e descubram seus talentos por meio da tecnologia. Com uma solução personalizada para cada escola, a Escola Inteligente cria um ambiente favorável e atento para que os alunos maximizem suas capacidades”, diz Gabriel Reynard, Gerente de Marketing.

Ao construir uma nova experiência educacional, a Samsung SDS busca lapidar o futuro da educação. Isso passa por diminuir a lacuna educacional em escolas rurais com baixo acesso à tecnologia. Dessa forma, aulas interativas, atividades colaborativas, ambiente motivacional e conteúdo digital são utilizados como pilares.

Mas para conseguir disponibilizar mais segurança nas atividades, a corporação atrelou a solução de Reconhecimento Facial da Samsung SDS para ser utilizada em Chromebooks e Tablets Samsung no Ensino.

“Com esta ferramenta é possível criar um fluxo mais fluido e seguro. Podemos, por exemplo, escanear o rosto de um aluno para verificar sua presença em uma prova. Esse é apenas um passo em direção ao ambiente tecnológico que desejamos proporcionar”, finaliza Gabriel.

Veja mais conteúdos sobre educação e tecnologia no EducaTech.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *