Procura por plataformas de educação cresce durante a pandemia

Plataformas de educação
Compartilhe esta notícia

Dados do Inep já apontam que há mais vagas na educação superior brasileira no sistema EAD do que no presencial, sendo 7,1 milhões e 6,3 milhões, respectivamente. Mas não é apenas no ensino superior que a procura pelo EAD está grande. O Sebrae, por exemplo, identificou aumento de 156% na procura por seus cursos de capacitação on-line durante a pandemia. Em meio ao contexto pandêmico, as plataformas de educação e o sistema de ensino on-line se tornou imperativo em todos os níveis, do básico à pós-graduação, passando pelos cursos livres e profissionalizantes.

Mas, ao mesmo tempo, outro número cresce intensivamente no Brasil, o de desempregados. De acordo com o IBGE, a taxa de desemprego no Brasil atingiu o recorde de 14,7% no primeiro trimestre de 2021. Isso que equivale a 14,805 milhões de brasileiros sem trabalho formal.

Nesse cenário de desemprego e aumento na busca por cursos EAD, brasileiros encontram em plataformas de cursos on-line a preços populares um meio para atualizarem e aperfeiçoarem o conhecimento, assim como descobrir novas profissões, a fim de se recolocarem no mercado de trabalho.

Plataformas de educação

A PreparaTODOS, que reúne cursos preparatórios, reforço escolar, de idiomas e profissionalizantes de longa e curta duração, é uma delas. Apresentada por seus idealizadores como uma “Netflix da Educação”, a plataforma identificou crescimento de assinaturas desde o início da pandemia em 2020. O projeto atingiu a marca de 185 mil estudantes cadastrados e ativos que têm aulas com professores especialistas, flexibilidade de horário e conteúdo dinâmico em uma plataforma otimizada para computadores, tablets e celulares.

A acessibilidade é fator primordial, considerando informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério da Economia, e do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento. Os idosos estão entre os grupos afetados pelo desemprego na pandemia. Uma vez que 71% deles trabalham no setor de serviços, que sofreu grande parte do impacto das medidas de distanciamento social.

Qualquer pessoa, independentemente da idade, pode fazer um dos mais de 1.250 cursos disponíveis da PreparaTODOS. Todos com certificado de conclusão reconhecido nacionalmente ao final para quem tiver, pelo menos, 60% de aproveitamento na avaliação final.

“Estudar na minha idade é muito bom, pois nunca é tarde demais para aprender e adquirir novos conhecimentos”, afirma Conceição Mendes, de 82 anos, estudante do curso de artesanato.

A diversidade de cursos disponíveis ao público abrange um amplo catálogo. No caso da plataforma PreparaTODOS, as opções abrangem 46 áreas do conhecimento. Alguns dos exemplos são:

  • Games;
  • Administração;
  • Biomedicina;
  • Concursos públicos;
  • Confeitaria;
  • Enfermagem;
  • Estética e beleza;
  • Medicina;
  • Música;
  • Odontologia;
  • Psicologia;
  • Publicidade e marketing;
  • Vendas;
  • Veterinária;
  • Elétrica;
  • Eletrônica.

“Conseguimos disponibilizar de uma maneira muito mais prática e acessível diversos cursos de uma só vez para a população, enquanto em outros modelos o aluno paga por curso. Em termos de custo-benefício, a plataforma é uma boa oportunidade até mesmo para quem tem pouco recurso para investir”, diz Cintia Silva, head de vendas e cuidados dos usuários.

Considerando que, por vezes, mais de um membro da mesma família está desempregado ou querendo se atualizar, há ainda o plano Família. Portanto, o plano dá acesso a quatro usuários por mês e, caso o aderente seja filiado do Cartão de TODOS, há 75% de desconto.

Veja mais conteúdos sobre educação e tecnologia no EducaTech.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *