Educacional promove evento on-line para debater educação STEM igualitária

STEM
Compartilhe esta notícia

O Educacional – Ecossistema de Tecnologia e Educação vai realizar no dia 08 de março, às 17h, um evento on-line chamado de “O papel essencial da escola na formação em STEM” (inscreva-se aqui). A ideia, portanto, é refletir e pensar os caminhos da aprendizagem em Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática (STEM) para as mulheres. Desenvolvido com apoio da Disney, Unesco, micro:bit e LEGO® Education, o bate-papo marca o fechamento da campanha EstroGênias: Meninas na Educação e, além disso, conta com a presença de algumas das cientistas brasileiras mais renomadas do mundo.

O evento, que ocorre no Dia Internacional da Mulher, vai debater a importância de uma educação STEM igualitária. Então, para liderar a conversa, a mediação ficará a cargo de Márcia Barbosa, que é física, professora e pesquisadora eleita pela Forbes uma das 20 mulheres mais poderosas do Brasil. Além disso, escolhida pela ONU Mulheres como uma das cientistas que mudaram o mundo com a ciência.

“Oportunizar uma educação com foco no STEM é uma necessidade latente nos sistemas educacionais de todo mundo. Isso porque, segundo a Unesco, as áreas de Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática são imprescindíveis para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável propostas pela ONU. E porque as profissões de um futuro bem próximo vão requerer cada vez mais habilidades e competências relacionadas ao tema”, disse Ana Carolina Follador, pedagoga especialista em tecnologia educacional e STEAM do Educacional.

As convidadas

  • Aline Carvalho: engenheira, astrônoma amadora e head do projeto STEM For Girls. Foi finalista do Hackaton do Programa das Nações Unidas para Refugiados. Ademais, é embaixadora do Campus Party Brasil e Holanda.
  • Ingrid Barcelos: física e pesquisadora que atua na área experimental de física da Matéria Condensada, com ênfase em óptica, nano-espectroscopia de infravermelho Sincroton, óptica de campo próximo, bem como efeitos de polaritons em matérias bidimensionais.
  • Solange Binotto Fagan: física, pesquisadora e professora. Também é vice-reitora da Universidade Franciscana. Além disso, é ganhadora do prêmio Loreal para mulheres na Ciência na área de Física. Membro afiliado da academia brasileira de Ciências.
  • Thaisa Bergmann: astrofísica, pesquisadora e professora. Ganhou o prêmio L-OREAL Unesco para mulheres em ciência pela contribuição, em especial, à compreensão de como buracos negros interagem com as suas galáxis hospedeiras e como isso afeta a evolução das galáxias.

SERVIÇO

Veja mais conteúdos sobre educação e tecnologia no EducaTech.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *