Desafio Safra Top Gestor prorroga inscrições até domingo

Foram prorrogadas até domingo (03/07) as inscrições para a sexta edição do Desafio Safra Top Gestor, uma competição promovida pelo Banco Safra para atrair talentos universitários. Para participar, estudantes de nível superior de todo o Brasil e brasileiros que estudam fora do País devem se reunir em grupos de dois a quatro integrantes.

O time vencedor do desafio será premiado com R$ 20 mil e os integrantes ganharão uma assinatura de seis meses do Valor PRO, serviço em tempo real do Valor. O segundo grupo colocado receberá um cheque de R$ 10 mil e o terceiro, de R$ 5 mil.

A inscrição é realizada individualmente clicando aqui, e todos precisam ser aprovados numa seletiva on-line do Safra.

COMO FUNCIONA
O programa, que emula a rotina de operações de uma gestora de recursos ou de uma tesouraria de banco, se estende de julho a dezembro e tem servido como peneira para estágios e carreiras iniciais no grupo financeiro.

O início da competição se dá com a etapa chamada de Bootcamp, prevista para julho. No encontro de três dias, serão detalhadas as regras, passando pela história do Safra e as possibilidades de carreira dentro da instituição.

A partir daí, o desafio se desenrola por mais de quatro meses. Os estudantes têm de construir uma análise de cenário e estruturar portfólios para um hipotético fundo multimercado, adequando a exposição a cada momento.

Mensalmente, os grupos terão de entregar uma carta de gestão relatando as teses de investimento para o período. É com base nesse documento que os especialistas do Safra vão avaliar se o grupo demonstrou uma leitura precisa dos mercados e se adotou estratégias aderentes, incluindo eventuais proteções.

A avaliação das justificativas para os investimentos têm peso de 75% da nota no desafio, com a rentabilidade representando a parcela menor de 25%. Ao fim da competição, os melhores grupos no ranking geral são convocados para final, com a apresentação da última carta a uma banca de especialistas do Safra.

A exemplo da edição passada, haverá uma etapa de avaliação de critérios de responsabilidade social, ambiental e de governança (ESG).

Os participantes deverão projetar perspectivas setoriais, levando em conta inovações e entrada de concorrentes, e recomendar uma empresa para investimento, pesando as premissas de governança e responsabilidade socioambiental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *