Bicicletas elétricas

Mensagem enviada por: Emanoel Serrão Filho

Sou de Vitória e possuo uma bicicleta elétrica. Recentemente o Detran publicou uma notícia informando que para transitar com as bicicletas elétricas, é obrigatório registrar e emplacar o veículo. Entretanto não é possível fazer isto, pois o chassi da bicicleta não entra no sistema do RENAVAM.

Após fazer um estudo sobre a legislação, vi que as bicicletas elétricas são equiparadas aos veículos ciclomotores (aquelas “cinquentinhas”) pela resolução do CONTRAN nº 315. De Acordo com o Art. 129 do CTB, o registro e licenciamento dos ciclomotores, veículos de propulsão humana e de tração animal deverão obedecer a regulamentação estabelecida em LEGISLAÇÃO MUNICIPAL. Como não há nenhuma lei municipal que regulamenta isso eles não podem exigir registro e licenciamento de uma BICICLETA ELÉTRICA….

Sendo uma alternativa de transporte barato, saudável e ecologicamente correto, as bicicletas elétricas surgiram na Europa há dez anos. Na Holanda, a frota já chega hoje a 200 mil. Na França, o número de modelos com assistência elétrica, como são chamados, gira em torno de 25 mil, sendo que o Conselho Nacional de Profissionais do Ciclismo prevê aumento de 70% este ano, como resultado da chegada de novas marcas. À primeira vista, parece até uma idéia romântica, mas deu certo com europeus e chineses, historicamente habituados a pedalar por vias onde também passam veículos com quatro rodas.

No Brasil, há apenas dois anos as primeiras bicicletas elétricas importadas começaram a chegar. Caso da LEV, marca de uma empresa do Rio de Janeiro que traz o produto da China e que acabou de chegar em Vitória. No ano passado, a seguradora Porto Seguro, em parceria com a empresa Pro-X, fabricante paulistana, desenvolveu um modelo nacional para seus mecânicos, que prestam socorro nas ruas. A seguradora ficou tão satisfeita com o resultado final da bicicleta que lançou uma série limitada para venda.

Com autonomia máxima de 40 quilômetros e a velocidade máxima em torno dos 30 km/h, as e-bikes, como são popularmente conhecidas, destinam-se ao deslocamento em pequenas distâncias. São destinadas para o cumprimento de afazeres cotidianos como ir ao trabalho ou à escola. Não se assemelham às motocicletas ou ciclomotores, que têm maior autonomia, desenvolvem maior velocidade e, por isso, além dos usos já citados, são utilizados para viagens e lazer.

One Reply to “Bicicletas elétricas”

  1. Vai explicar tudo isto para o “guardinha” de trânsito….infelizmente você vai ter muuuuita dor de cabeça com os “guardinhas”.
    Mas espero que não!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *