É hora de aparecer!

walter zagari fotoA economia tem seus momentos altos e baixos. Nós, brasileiros, conhecemos bem esse fenômeno. Infelizmente, não podemos negar que novamente estamos diante de uma situação que, em vez de difícil, prefiro definir como desafiadora. E logo me vem à memória uma frase célebre de Sam Walton, fundador do Wall Mart: “Perguntaram-me o que eu achava da recessão. Pensei a respeito e decidi que não participaria dela”.

Apesar do clima de pessimismo, há saídas e, mais do que isso, oportunidades de fortalecimento das marcas e crescimento. Como homem de comunicação, posso afirmar com convicção que uma das melhores estratégias é manter-se na mídia, sobretudo na televisão aberta.

Os mais céticos podem imaginar que meu olhar, como executivo da TV Record, não é isento. Vejamos, então, os fatos. Diversos estudos realizados por escolas de negócios, consultorias internacionais e pesquisadores independentes já questionaram se quando a economia dá sinais de desaceleração é melhor continuar a anunciar ou se é preciso cortar os investimentos na área. Todos comprovam o que já presenciei na prática profissional, de forma eloqüente.

As pesquisas revelam que as empresas que mantiveram os investimentos em marketing nos anos difíceis tiveram aumento nos lucros na posterior fase de retomada econômica. O efeito, portanto, reflete-se no comportamento do público por um longo prazo.

E a TV, principalmente a TV aberta, com seu enorme alcance e poder de impacto, é o melhor aliado das empresas que estão dispostas a superar mais esse desafio. A Record é uma parceira privilegiada para esse projeto, uma emissora que conversa com todos os públicos, em todos os cantos do país.

Nosso final está presente em 98% dos municípios do território nacional. Temos programas em diversas linhas – jornalismo, entretenimento e novelas-, que dialogam com todas as classes sociais e diferentes faixas etárias. Além disso, continuamos a inovar, para ampliar cada vez mais o nosso alcance, seja com o lançamento de novos programas, seja com contratações de grandes nomes no mercado.

A emissora segue a mesma estratégia que aconselho aos anunciantes, apostando em investimento, e não recuando diante dos desafios. Estou otimista com essa nova Record que surge, com apostas ousadas, como a chegada de Xuxa Meneghel, que dispensa apresentações, e do Cake Boss, um verdadeiro fenômeno no Brasil.

Estamos provando que há espaço para crescer, e tenho certeza de que aqueles que se aliaram a nós vão poder celebrar conosco a superação de mais este desafio. Meu conselho final aos empresários é: deixem de lado a timidez e anunciem na TV! Em especial, na Record.

Walter Zagari
Vice-presidente comercial da TV Record

*Artigo originalmente publicado na Revista do Prêmio Líder Empresarial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *