Televisão aberta, gratuita e livre

Não existe nenhum outro empreendimento como o da TV aberta, no setor de radiodifusão. Nenhuma outra indústria tem, na sua essência, um foco tão abrangente, no sentido de manter as comunidades unidas e de servir ao bem público em nosso país.

Apesar de celebrar 65 anos de história, a TV aberta aqui no Brasil continua sendo uma jovem. Continua irreverente e buscando novas respostas, novas maneiras de compreender o seu público e as mais significativas transformações desse tão admirável mundo novo, no contexto do século 21, que estamos vivendo.

Tudo muda, tudo evolui e acontece numa velocidade espantosa, destruindo paradigmas e mostrando a cada momento novas realidades de mercado e de know-how (saber fazer). As inúmeras inovações tecnológicas e distributivas de conteúdo audiovisual pressionam e impulsionam o nosso negócio na vanguarda dessas transformações, e atuamos já como ferramenta multiplataforma, uma vez que continuamos protagonizando e fomentando mudanças com a mesma força dos primeiros tempos, quando da chegada televisão ao mercado brasileiro, nos anos 50, no saudoso tempo dos nossos pioneiros.

Hoje somos responsáveis pela produção e desenvolvimento de conteúdo para internet, atuando nas mais diversas formas e formatos através das mídias digitais e sempre com a jovialidade que de nós é esperada.

A televisão tem e cumpre aqui um papel social, como em outras partes do mundo. Não se pode olhar para essa indústria apenas pelo lado econômico ou tecnológico, mas pela importância de sua atuação na preservação da democracia. Portanto, quanto mais inovações tecnológicas que personalizam o conteúdo e fragmentam a audiência, mais tem sido necessário e presente o papel de uma televisão aberta, gratuita e livre.

A importância de uma cada vez mais presente interatividade, além de garantir uma aproximação com os mais diversos tipos de público, através das redes sociais e de muitos outros tipos de ferramentas, também chama a atenção para o fato de que a TV aberta ainda é a única capaz de prestar serviço de utilidade pública e oferecer conteúdo local de um para muitos.

No ano que vem, a Record TV vai comemorar e celebrar seus 65 anos de história. Uma narrativa de pioneirismo e de constante luta por superação e excelência. Por isso estamos certos e conscientes do significado do nosso papel e daquilo que será necessário para que possamos nos manter ativos e atuantes, buscando sempre “o nosso norte”, sem nos desviar dos rumos necessários na manutenção do sucesso, protagonizando sempre e inspirando novas transformações no mercado de TV aberta.

Luis Cláudio Costa
Presidente da Record TV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *