Quem é o Ministério Público?

Reza uma lenda indiana citada pelo jornalista Gilberto Dimenstein no encarte do CD Amigo de Milton Nascimento que:

Sentados à beira do rio, dois pescadores seguram suas varas à espera de um peixe. De repente, gritos de crianças trincam o silêncio. Assustam-se. Olham para frente, olham para trás. Nada. Os berros continuam e vêm de onde menos esperam.

A correnteza trazia duas crianças, pedindo socorro. Os pescadores pulam na água. Mal conseguem salvá-las com muito esforço, eles ouvem mais berros e notam mais quatro crianças debatendo-se na água. Desta vez, apenas duas são resgatadas. Aturdidos, os dois ouvem uma gritaria ainda maior. Dessa vez, oito seres vivos vindo correnteza abaixo.

Um dos pescadores vira as costas ao rio e começa a ir embora. O amigo exclama:

– Você está louco, não vai ajudar?

Sem deter o passo ele responde:

– Faça o que puder. Vou tentar descobrir quem está jogando as crianças no rio.

Esse é o retrato da atuação do Ministério Público: enquanto um tenta resolver a consequência, o outro vai em busca da causa!

A atuação é conjunta, o foco não é único! É importante resolver o problema imediato, mas o mais importante é descobrir o que está causando o problema e investir esforços na solução do problema!!!!

O Ministério Público Capixaba é dotado de profissionais de altíssimo nível com dedicação integral a servir nossa sociedade e impedir que os “afogados da miséria” venham a submergir sem a esperança do resgate! Enquanto um age numa ponta, resgatando “as crianças”, outro, muitas vezes uma equipe altamente especializada e qualificada, busca caminhos para descobrir quem lança as “crianças rio abaixo”!!

Saúde, educação, segurança pública, meio ambiente, consumidor, idoso, portadores de necessidades especiais, estes, entre tantos outros relevantes temas são nossas atribuições.

É essa nossa função, buscar soluções, agir em prol da sociedade capixaba, criar parcerias com os organismos estatais, com as ONGS, com a imprensa, com a sociedade civil organizada, com todos aqueles que têm como objetivo o verbo mais solidário: Servir!!

Sirvam-se!

Humberto Alexandre Campos Ramos

Procurador de Justiça do Estado do Espírito Santo

Ex Presidente da Associação Espírito-Santense do Ministério Público.

Especialista e Mestrando em Ciências jurídico-criminais pela Universidade de Lisboa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *