Papel de parede ou adesivo? Entenda as diferenças e vantagens de cada modelo

Em poucas horas, ou até mesmo em questão de minutos, eles tem o poder de renovar o ambiente, seja com um toque de aconchego, elegância, descontração ou com um ar mais lúdico. Estou falando do papel de parede e do adesivo vinílico, dois materiais muito utilizados para revestir as paredes de maneira rápida e prática.

Embora o resultado final seja um ambiente com personalidade, os produtos possuem diferenças e particularidades que os fazem específicos para cada gosto e situação, desde o tipo de material, manutenção e aplicação. Antes de escolher entre papel de parede ou adesivo, é preciso conhecer melhor as características de cada um. Para isso, o Momento Décor consultou profissionais que nos ajudaram nessa diferenciação.

“Tanto um, como outro, contribuem em nossa missão de decorar o ambiente, agregando personalidade, estilo e elegância conforme a estampa escolhida”, disse a arquiteta Isabella Nalon.

Papel de parede

Encontrado em diversas cores, desenhos, texturas, brilhos e feitos metálicos, o papel de parede é considerado por muitos profissionais um material mais sofisticado. E hoje o mercado oferece infinitas possibilidades.

“Por muito tempo o mercado ofereceu papéis com desenhos pré-definidos. Hoje existem os papéis de parede personalizados, com desenhos exclusivos, criados especialmente para aquele ambiente do cliente”, contou a designer de interiores Patrícia Davel.

Papel de parede personalizado / Foto: Pinterest

Patrícia ainda ressalta que de um modo geral os papéis de parede, sejam eles com desenhos pré-definidos ou personalizados, possuem um material de mais qualidade, o que também exige que a instalação seja feita com mão de obra especializada. “É importante saber fazer e manusear corretamente o material de aderência, a cola, para instalar o papel. Além disso, existe a preocupação com a sequência dos desenhos e o encaixe correto”, destacou a profissional.

Quarto infantil montessoriano projetado por Patrícia Davel, com papel de parede poá

A nível de limpeza e manutenção o papel de parede também requer um maior cuidado, mas por se tratar de um produto de mais qualidade, dificilmente a limpeza correta faz com que o material perca suas características.

Adesivos

Embora o papel de parede seja tradicional no mercado, de uns anos pra cá, os adesivos ganharam muita força por serem simples, práticos, e o melhor, mais baratos. Mas, diferente da primeira opção, o adesivo dispensa mão de obra especializada, já que possui sua própria cola ao verso do desenho.

No quarto projetado por Isabella Nalon o adesivo com o mapa mundi exaltou a paixão do morador: viajar pelos países do mundo | Foto: Julia Herman

Eles podem ser colados um por um e instalado por qualquer pessoa. Há situações que a instalação só torna até uma brincadeira envolvendo crianças. “Na impossibilidade de contratar um profissional, o adesivo simplifica a vida de quem deseja se arriscar. No entanto, saliento que a sua durabilidade é menor, uma vez que o desenho impresso tende a perder a cor com o passar dos anos”, destaca Isabela. Devido essa particularidade, o adesivo não deve compor superfícies com incidência direta da luz solar.

Quem faz o mesmo alerta quanto à durabilidade e manutenção do produto é a profissional Patrícia Davel “Se trata de um produto que é mais sensível à limpeza. Um material que exige mais cuidados”.

E sabe aquela textura que o papel de parede imprimi? Não espere isso do adesivo. Trata-se de uma material com toque liso. Mas por outro lado, para explorar o ar lúdico, de forma rápida, em quartos de crianças, por exemplo, o adesivo é uma grande alternativa!

Quarto infantil com adesivos vinílicos de triangulo / Foto: Pinterest

E aí, depois desse post já descobriu qual material atende suas necessidades e expectativas, e se encaixa perfeitamente no seu espaço?! Conte aqui para gente!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *