Barro Vermelho recebe empreendimento do futuro

Cortinas se abrem, luzes se acendem, forno liga, TV desliga… Tudo isso com apenas um comando de voz ou um toque no celular. Se fosse há alguns anos, poderíamos pensar que ter uma casa automatizada se tratava até de um filme de ficção. Mas, em tão pouco tempo, a automação residencial se tornou uma realidade nos imóveis mais modernos. Quem diria, por exemplo, que um pequeno aparelho, conhecido no mercado como Alexa, fosse capaz de reconhecer nossos comandos de voz. Jone Zamprogno, gerente comercial de uma empresa capixaba que é fabricante de produtos de automação, explica que essas tecnologias estão cada vez mais presentes em nossas vidas. “A automação deixou de ser algo que era considerado luxo e é extremamente essencial. Hoje temos várias demandas de automação mas sempre voltado para a comodidade, praticidade e também conforto”, disse o especialista.

O que antes era uma tecnologia voltada para demandas particulares, em apenas algumas residências, hoje cresceu e se disseminou. Já tem empresas do mercado imobiliário saindo à frente e investido em inovações e tecnologias como diferenciais em seus empreendimentos. São os chamados imóveis inteligentes. É o caso da construtora TMA que lançou um empreendimento do futuro no Barro Vermelho, em Vitória.

“Nós pesquisamos e estudamos as novidades do mercado, reunimos o que há de mais moderno e levamos para o MO-89. Um empreendimento com alto padrão de acabamento, com opção de dois quartos e studio no Barro Vermelho, região nobre da nossa capital”, disse Alexander Tuma diretor da construtora.

Um empreendimento que promete ser um marco em uma região que reúne o passado, com as casas cheias de histórias, o presente com edifícios modernos e muito em breve o futuro. “Trouxemos vários itens inovadores, como a automação residencial, onde a pessoa controla através de celular e da Alexa, todos os equipamentos eletrônicos presentes no apartamento. Implementamos o circuito integrado de segurança que funciona como um interfone tablet. Além disso, vamos implantar a leitura biométrica dentro de cada apartamento”, completou Tuma.

Imagem ilustrativa da fachada do empreendimento MO-89 com brises e paisagismo

E não tem como falar de um edifício inteligente e esquecer de sustentabilidade. No caso deste empreendimento os moradores contarão com o reaproveitamento da água da chuva e do ar condicionado, previsão para o carregamento de carro elétrico, brises que amenizam o impacto da incidência solar e fachada verde, com paisagismo nas varandas. Um verdadeiro conjunto de inovações e tecnologias que prometem ser um marco no Barro Vermelho.

Ilustração do apartamento com alto padrão de acabamento

Projetar um edifício inteligente, com todas essas inovações é uma realidade que veio para ficar. É pensar, antecipar e implementar desde a construção do empreendimento, as necessidades de um futuro não muito distante. Uma tendência irreversível que vai além do conforto para o morador, levando mais praticidade, segurança e até economia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *