Pets Exóticos: Como é criar um Lóris, belo e interativo

Nossa série sobre pets exóticos começou causando: falamos sobre o Fernando Mendes, que escolheu criar em casa uma jiboia e uma iguana – se ainda não viu, clique aqui! Mas sim, dá pra criar em casa muitos outros bichinhos que provavelmente não darão medo em algumas visitas e ainda deixarão a casa cheia de cor e de sons. Assim é a vida de quem cria pássaros em casa. 💛

Quem compartilha a história dos seus pássaros exóticos com o Petblog é a Larissa de Castro, que aprendeu de (quase) tudo sobre as aves e fala cheia de amor sobre esse universo de asas.

Seu primeiro pet é Lory, hoje com 4 anos e 9 meses, uma ave exótica de espécie originária da Indonésia e Nova Guiné, com nome científico Lorius lory e conhecida no Brasil como Lóris Bailarino. São pássaros de cores vivas e de natureza dócil e ativa, que carregam a capacidade de imitar sons, inclusive reproduzindo falas. Depois de Lory, Larissa trouxe para casa também Théo, um Lóris Molucanos (espécie originária da Austrália), e Bono, um Lóris Bornéo (originário da Indonésia), ambos com 1 ano e 3 meses. As características dos Lóris são praticamente as mesmas, inclusive no quesito alimentação, formada por uma dieta hipercalórica – necessária, já que são pássaros cheios de energia – composta por papas desenvolvidas especificamente para atender aos animais em cativeiro, além de frutas. O comportamento também é semelhante, mas Larissa destaca que o Lóris Bailarino “costuma ser mais ‘temperamental’ e escolher um único dono, interagindo praticamente só com a pessoa escolhida”.

Quando decidiram pelas aves, a escolha de um Lóris surgiu por meio de pesquisa de acordo com o que buscavam. “Queríamos aves que interagissem bastante com humanos. Quando recebem um manejo adequado, os Lóris desenvolvem um apego e afeto pelo dono indescritíveis. O fato dele ser um animal exótico (não fazer parte da nossa fauna) não influenciou diretamente na escolha, mas sim suas características”, esclarece Larissa.

pets exóticos lóris
Larissa interagindo com seu Lóris e um amigo da mesma espécie

A rotina de cuidados exige certa dedicação, mas é relativamente tranquila. A alimentação diferenciada precisa ser oferecida duas vezes ao dia – por ser líquida e a base de frutas, a comida pode azedar e fazer mal. Já com relação à necessidade de interação, Larissa conta que adaptou a rotina para oferecer o melhor bem estar possível a eles. “Por serem aves muito ativas, eles precisam de estímulos constantes e dedicação em enriquecimento ambiental, bem como atenção diária dos tutores para que não percam o vínculo”, explica. Fora isso, os pássaros pedem bastante espaço para suas atividades e higienização diária do ambiente (as fezes fazem bastante sujeira).

Mas se você pensa que a rotina e a beleza de Lory e sua família são acompanhadas só por seus donos, está enganado: hoje, o pássaro já tem mais de 37 mil seguidores no Instagram e quase 20 mil no Facebook. O sucesso das páginas surpreendeu Larissa. “Notei que várias pessoas desconhecidas curtiam os posts que tinham o Lory no meu Instagram pessoal, daí surgiu a ideia de fazer um perfil só pra ele. Foi uma surpresa ter tido um retorno positivo tão rápido. A intenção inicial era apenas compartilhar a fofura, beleza e travessuras de um pássaro que tem certeza que é gente”, brinca, relembrando. O alcance da página possibilitou inclusive o fechamento de parcerias com marcas de ração e outras do universo pet.

O sucesso não é à toa: a interação dos pássaros com os humanos, a beleza exótica e as falas que Lory reproduz perfeitamente valem os likes. E se a rotina com um Lóris interessar, vale pesquisar muito, conversar com outros donos e só depois procurar um fornecedor legalizado (criadores comerciais regularizados de acordo com as normas ambientais) para escolher um para chamar de seu.

Fofurometro explodindo 🌡️💥😍 ••• The thermometer of cutest exploded 🌡️💥😍 ~ Bono & Théo #igdoLory

Uma publicação compartilhada por Lory 🐤💬🎤❤💦 (@lorylorikeet) em

Um comentário em “Pets Exóticos: Como é criar um Lóris, belo e interativo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *