Pets como companhia: pesquisa revela que animais ajudam a combater a solidão

Pets ajudam a combater a solidão

A solidão não é apenas o fato de estar sozinho, mas de se sentir solitário. Há indícios de que a solidão pode fazer mal à sua saúde, seja direta ou indiretamente. Pessoas solitárias podem desenvolver doenças por conta disso, a medida em que o sentimento pode aumentar a pressão sanguínea, elevar o nível de colesterol, levar à depressão, diminuir a capacidade cognitiva e até mesmo influenciar no surgimento de Alzheimer. A boa notícia é que, de acordo com pesquisa da Mars PetCareter um pet como companhia ajuda a combater a solidão.

Nos resultados do levantamento – que ouviu cerca de duas mil pessoas -, 33% delas se dizem ‘socialmente isolados’. Dessa mesma pesquisa, 6 em cada 10 pessoas sofrem de ansiedade social, e ainda 75% evitam a completa socialização.

A companhia dos pets

Entre todas as pessoas consultadas e que se disseram solitárias (53%), a pesquisa mostrou que 21% possuíam animais de estimação em casa, contra 32% sem pets. Enquanto isso, 82% do total da pesquisa que possuíam animais de estimação declararam que se sentiram menos solitários depois da chegada do animal. Ao mesmo tempo, 4 em cada 5 pessoas afirmaram que o sentimento de solidão desapareceu completamente no primeiro mês com o bichinho.

A pesquisa afirma que 6 de cada 10 pessoas declararam o pet como companheiro mais próximo. Até a casa passa a ganhar uma nova vida com a presença de um pet, 85% dos entrevistaram afirmaram ficar mais felizes ao chegar em casa e saber que o seu animal estava à sua espera. Acariciar o seu pet diminui a pressão, liberando mais hormônios relaxantes pelo corpo, como serotonina e dopamina, amenizando o estresse.

Aos tutores de cães, 62% afirmaram fazer mais exercícios ao levarem os bichinhos para passear, o que diminui o risco de ataque cardíacoAlém disso, as técnicas de bichoterapia também já tiveram resultados positivos comprovados.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *