Andressa Missio e sua história de amor com os cães !!

Essa semana a apresentadora Andressa Missio emocionou a internet com fotos e um texto lindo que conta a sua história de amor com duas cadelas da raça Labrador !! Vejam que coisa maravilhosa :

{O GELO}
                Foi só eu tirar a forminha do congelador, e Tilde levantou as orelhas em modo atenção. Ela nunca foi fã de água congelada, mas o barulho do gelo sempre foi sinal de brincadeira, de bagunça, quando Tiana estava entre nós.

Tiana nasceu primeiro. Uma das únicas a sobreviver, na ninhada de labradores. Lembro que saí do canil com ela dentro de uma caixa de sapato, eu e ela no carro. Aquela bolinha de pelo chorava, manhosa… mas entre eu e ela, não sei quem estava mais assustada. Era o primeiro cachorro a fazer parte da minha vida.


Aos poucos, nos conhecemos e aprendemos a conviver. Primeiro, com aulas de adestramento. Depois, observando o jeito uma da outra. Tiana tinha um jeito madame e independente. Até ia buscar a bolinha, mas não trazia de volta. E A-M-A-V-A mastigar gelo. Longe das brincadeiras, era uma lady! Ficava bem sozinha, não ligava muito pra companhia – nem de humanos, nem de outros cachorros (essa é uma outra história).

Mas aí, chegou a Tilde. Personalidade oposta. Brincalhona, dependente, carente, estabanada… e apaixonada pela Tiana. Podia até não obedecer a gente. Mas Tiana, ela respeitava.Na mudança do Paraná para o Espírito Santo, as duas vieram no avião. Tiana quietinha, Tilde desesperada, chamando atenção do aeroporto inteiro. Nessa época, Tiana já não enxergava mais. Perdeu a visão do dia pra noite, ainda em Cascavel. Segundo o veterinário, era irreversível. E o cão conhecido por ser guia de gente, ganhou uma guia –  a Tilde.

As duas eram inseparáveis. Dormiam grudadas, independentemente do espaço disponível. Os anos se passaram, e um dia, no meio da pandemia, Tiana descansou. Ela tinha 16 anos.

Procuramos compensar a companhia, mimando Tilde mais que nunca. Ela está ótima! Mas acho que se lembra de Tiana, quando ouve o barulho de gelo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As informações/opiniões aqui escritas são de cunho pessoal e não necessariamente refletem os posicionamentos do Folha Vitória