DICA DO DIA (Nº 336): O CATÓLICO

PAPISA. Pouco conhecido, o vocábulo “papisa” indica o feminino de papa. E quanto ao feminino dos termos “cônego” e “bispo”? Hoje, usa-se “canonisa” na indicação do feminino de “cônego”; vale dizer que, antigamente, a forma empregada era “cônega”. Por fim, rigorosamente se faz uso de “episcopisa” para se referir ao feminino de “bispo”.

CRISMA. É comum católico e não católico duvidarem do gênero da palavra “crisma”. Deve-se dizer “o crisma” ou “a crisma”? No masculino, “o crisma” tem a ver com o “óleo composto de azeite e bálsamo consagrado pelo bispo, que se usa na administração de alguns sacramentos”. No feminino, “a crisma” diz respeito ao “sacramento da confirmação”.

SACRISTÃO. Não há dúvida quando se pergunta o plural de sacristã: sacristãs. É importante dizer que sacristã pode se referir à “mulher do sacristão” ou à “mulher que auxilia o sacerdote na celebração da missa”. A dúvida sempre recai sobre o plural de sacristão: sacristãos ou sacristães? Essa resposta também é fácil: As duas formas de flexão de número estão corretas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *