5 dicas de livros para iniciantes

Muita gente costuma colocar nas resoluções de ano novo que vai ler mais nos próximos 365 dias, mas não tem ideia de por onde começar a colocar isso em prática. Aí esbarra em histórias não tão legais, escrita com palavras complicadas, gênero que não se identifica e, por fim, acaba abandonado a leitura. Mas não desiste ainda não! Se você quer ativar o seu “eu, leitor”, separei cinco dicas de livros para iniciantes que acho que podem te agradar.

Dicas de livros para iniciantes

Harry Potter – J.K. Rowling

Não dá para falar de livros e não falar de Harry Potter, é um fato que a série mudou o hábito de leitura em todo o mundo e fez nascer uma geração de leitores. Ele continua sendo um fenômeno de proporções que a literatura até então não conhecia. Aliás, Harry Potter criou uma série de coisas, inclusive seu próprio gênero: o Young Adult (Jovem Adulto), uma literatura jovem, porém com temáticas mais maduras, já até bem famoso em várias livrarias.

Engana-se quem pensa que a história do bruxinho é apenas sobre fantasia: na verdade, é mais sobre amizade, superação, dramas familiares, bullying – um tema tão recorrente na escola e na vida – e sobre várias outras questões pessoais, por isso, é super indicado tanto para o público jovem quanto adulto.

Aproveita que este ano comemora-se os 20 anos de lançamento no Brasil do primeiro livro, Harry Potter e a Pedra Filosofal, para ter uma edição comemorativa dessas bem especiais que as editoras preparam. Sei que a editora Rocco, que lançou Harry Potter, está prometendo muita coisa legal para comemorar a data este ano. Você vai devorar cada livro e no fim nem vai acreditar que leu sete.

1984 – George Orwell

Esse é um dos livros que mais me transformaram e me impressionaram. Isso porque ele foi escrito em 1948 e George Orwell imaginava como seria o mundo em 1984, num trocadilho com os dois últimos números do ano. Muita coisa que ele fala lá, se você parar para ver, vai perceber que acontece hoje em dia.

Essa é uma das distopias mais famosas e Orwell tinha mesmo um talento para escrever sobre isso, já que, além de 1984, é de sua autoria também A revolução dos Bichos, outro livro muito legal e até meio que pode entrar nessa lista de dicas de livros para iniciantes.

Para quem não sabe, distopia é um mundo fora do ideal, marcado geralmente pelo totalitarismo, opressão e controle, o contrário de utopia. É classificado como um romance, por causa do gênero que foi escrito, e até tem um romance legal, mas 1984 é muito além disso. Eu tenho que tomar cuidado para não dar spoiler, porque me empolgo falando desse livro, mas 1984 se passa em Londres, numa sociedade totalmente controlada pelo Grande Irmão, o Big Brother.

Leia-se tudo controlado mesmo, da hora que acorda à hora que deita, o que come, o que vê, o que faz. Não há espaço para nenhum tipo de liberdade, principalmente a de pensamento. Nesse contexto, temos o protagonista, Winston Smith, um funcionário do Ministério da Verdade, que tem como função alterar dados históricos, ou seja, meio que mudar o passado.

Ele começa a se questionar o modo como o Estado age e segue então numa luta silenciosa para descobrir a vida além do governo do Big Brother, com um final que dá um soco no estômago. É um livro que te faz perder a fome, te prende e te leva a questionar o preço da liberdade e da privacidade, especialmente em tempos como esses que vivemos, onde tudo é público.

Vale muito a pena a leitura e provavelmente ainda vamos falar mais dele aqui no Vem Ler Comigo, porque rende muito assunto.

Jogos vorazes – Suzanne Collins

É mais um livro que virou filme (e filmes maravilhosos, diga-se de passagem), mas jogos vorazes é uma excelente dica para quem quer começar a ler. A autora mergulha nas questões pessoais, familiares, sociais e políticas na figura da protagonista Katniss de um jeito que não dá para ser feito em filme, por isso a leitura de Jogos Vorazes é surpreendente.

Temos uma mocinha nova, corajosa e que vence o medo para lutar pelo o que acredita. Aliás, esse é um dos clássicos mais famosos da literatura jovem adulto lançada por Harry Potter que eu falei. Quando eu li Jogos Vorazes, em 2015, lembro-me de literalmente perder o sono, de deitar na cama porque precisava dormir e não conseguir fechar os olhos, ter de levantar e continuar lendo.

É também uma distopia, como 1984, mas com protagonistas e histórias diferentes, então vale a leitura. E mesmo que você tenha visto os filmes, recomendo demais os 3 livros, tanto para público jovem quanto adulto, porque a escrita da Suzanne é muito legal e desperta um inconformismo que considero fundamental para uma sociedade justa e livre.

E mais um motivo para ler Jogos Vorazes: o quarto livro vai chegar ao Brasil ainda no primeiro semestre, também pela Editora Rocco. O título traduzido do inglês se chama A canção de pássaros e cobras, mas ainda está sem nome aqui no Brasil, e a história se passa em Panem 64 anos antes de Katniss, Peeta e Gale.

Meu pé de laranja lima – José Mauro de Vasconcelos

Esse é um delicioso livro da nossa literatura brasileira, que é até bem conhecido por causa das muitas adaptações para cinema e novelas. Meu pé de laranja lima foi publicado em 1968, é o maior sucesso de José Mauro de Vasconcelos e na verdade é autobiográfico, pois conta a infância do autor de um jeito singelo, porém profundo. A obra já foi assunto aqui no blog e você confere o que falei dela aqui.

O milagre da manhã – Hal Elrod

Outro bestseller aqui da lista que eu super recomendo para quem quer começar a ler. O Milagre da Manhã está entre os livros de desenvolvimento pessoal mais famosos do mundo. Tem gente que torce o nariz para esse tipo de literatura, a de autoajuda, mas eu particularmente gosto de algumas vezes parar e ler um livro que me ajude a mudar alguns hábitos que eu não gosto ou aprimorar aquilo que quero mudar e tal. Hal Elrod escreve de um jeito muito empático e é fácil se identificar com os exemplos que dá, especialmente com o que aconteceu com ele.

Mais do que a hora que você acorda, o livro fala sobre o porquê você levanta da cama e isso foi o que mais me tocou, porque é fácil cairmos na rotina do cotidiano e não nos darmos conta de que cada dia é uma oportunidade para tentar algo novo e correr atrás dos nossos projetos.

Penso que o mais importante é ler com o filtro do seu estilo. Por exemplo, tem gente que leu e passou a acordar 4h30 da manhã todos os dias. Eu não cheguei a tanto e nem sei se consigo, continuo acordando basicamente no mesmo horário, mas encaro minhas manhãs, especialmente as primeiras horas, com outra perspectiva e para uma pessoa como eu, que não se considerava matinal, isso é uma grande conquista. A essência do livro me cativou e foi muito legal, acho que esse é um bom passo para quem quer se aventurar pelo mundo da leitura.

Bem, ficam aqui minhas cinco dicas de livros para iniciantes. Espero ter aguçado seu lado leitor para 2020. Mas se precisar de mais dica, é só passar sempre por aqui que você vai encontrar algo novo. Vem ler comigo!

2 Respostas para “5 dicas de livros para iniciantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *