Perdoar é a capacidade de ir ao passado e voltar ileso.

Escuto mais vezes do que gostaria a frase “perdoei, mas fiz uma lista de exigências”, ou “perdoei, mas não esqueci”.  Vamos lá… o perdão é libertador, você perdoa para ficar livre, para ser emocionalmente saudável, algo extremamente raro hoje em dia.  Enquanto você não perdoa, fica ruminando aquilo aí dentro. É horrível, te aprisiona, e não te deixa avançar. A vida parece que trava, e tudo que te acontece te deixa com a sensação de que é com você. Então seja sábia (o), forte e inteligente, pois o perdão é um sentimento que cabe a pessoas nobres, de uma fortaleza infinita, e quem perdoa tem intelecto avançado, pois evita perder o bom da vida, preso a um sentimento que rouba a alegria de certas áreas.

Você perdoa e se liberta, cabe a outra pessoa ganhar sua confiança novamente, mudando de atitude, restabelecendo essa ponte de confiança dentro do relacionamento, pode ser que essa pessoa erre novamente o mesmo erro, cabe a você perdoar até quando suportar, ou até quando julga necessário, mas fique atenta(o). Pessoas tóxicas procuram problemas e não soluções. Outro ponto importante, entenda que perdoar não significa que vai esquecer, pelo contrário vai lembrar com riqueza de detalhes, mas sem se ferir ou sofrer. Por isso quero que entenda que perdão não é um sentimento, mas uma decisão, algo ligado à razão, por isso depende de uma atitude – a de perdoar. Assim como a vingança, algumas pessoas decidem se vingar e “ser feliz” por uns minutos (correm o risco de se arrependerem eternamente), outras simplesmente decidem perdoar e serem livres a vida inteira.

Quero que saiba, perdoar e fazer uma lista de exigências pode ser um erro fatal para vitalidade de um relacionamento, seja qual for o tipo de relacionamento. Durante a fase da reconciliação é comum que você consiga transformações, mas infelizmente serão temporárias e falsas. Você não pode mudar ninguém, e na verdade nem vai conseguir, só vai se frustra ainda mais. “Você precisa ser a mudança que deseja ver nos outros” (Gandhi), só você possui a chave da sua mudança, portanto mude você e transforme tudo ao seu redor.

Também não saia por aí falando da sua vida para qualquer um, tenha cuidado com quem desabafa, somente algumas pessoas se importam realmente, a maioria tem apenas curiosidade sobre sua vida. A mente é um tesouro, um bem precioso, portanto deve ser cuidadosa (o) sobre quem tem acesso a ela. Olhe o currículo do seu “conselheiro (a)”, hoje encontramos no mercado muitos “doutores” e “doutoras” de coisa alguma baseados em ciência nenhuma.                                                                                         

Li certa vez, “perdoar é a capacidade de ir ao passado e voltar ileso”, quando você não perdoa se torna prisioneiro de você mesmo, aprisionado nas correntes passado, sem liberdade para viver o presente, e com limitações de enxergar as belas paisagens do futuro. O perdão nos desafia a encontrar o outro no meio de uma “sepse emocional”, em busca de sarar as feridas e com a possibilidade de sepultar toda a dor.

Sempre com novidades no @virginia.pelles 

2 Respostas para “Perdoar é a capacidade de ir ao passado e voltar ileso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *