Gestor de Águas de MG avalia pedido da Copasa para declarar situação de escassez

Geral

Gestor de Águas de MG avalia pedido da Copasa para declarar situação de escassez

Redação Folha Vitória

São Paulo - O Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) informou ao Broadcast que recebeu na tarde desta sexta-feira a avaliação que a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) realizou sobre a situação do abastecimento em Minas Gerais. O Igam disse ainda que vai "analisar tecnicamente" o documento e que não há um prazo para o fim da análise. "A partir da finalização dos estudos, serão definidas as ações técnicas e administrativas a serem tomadas, incluindo a declaração de situação de escassez", informou o instituto.

Se o diagnóstico for aprovado pelo órgão, o governo de Minas Gerais e a Copasa estarão aptos a implementar multas ou racionamento, caso necessário. A Copasa informou ontem que um racionamento é "iminente" e anunciou a possibilidade de um rodízio e de "mecanismos tarifários de contingência". "Levantamento realizado pela nova diretoria da empresa, empossada na tarde da última sexta-feira, 16 de janeiro, mostra uma situação crítica do sistema de abastecimento de água nos municípios atendidos pela empresa", disse a Copasa.