Cheiro forte faz prédio da PF em São Paulo ser deixado às pressas

Geral

Cheiro forte faz prédio da PF em São Paulo ser deixado às pressas

Redação Folha Vitória

São Paulo - Um mau cheiro na sede da Superintendência da Polícia Federal, na Lapa, zona oeste de São Paulo, fez funcionários e pessoas que aguardavam atendimento deixarem o local às pressas na tarde desta quarta-feira, 27.

Segundo a Polícia Federal (PF), o odor foi causado pela entrada da fumaça emitida pelo gerador nos dutos de ar-condicionado. A PF informou ainda que o mau cheiro perdurou por cerca de 10 minutos e logo foi dissipado. Algumas pessoas relataram tosse e irritação nos olhos.

O prédio ficou sem energia elétrica na manhã desta quarta-feira e o gerador, movido a diesel, foi acionado, informou a PF. Por volta das 14h30, a luz voltou e o ar-condicionado ligou-se automaticamente. Como os dutos do aparelho ficam próximos ao gerador, do lado de fora do edifício, a fumaça emitida por ele entrou nos canos e o cheiro de diesel queimado incomodou quem estava no térreo.

O susto foi maior porque o cheiro foi sentido ao mesmo tempo em que três presos foram levados da superintendência pela Polícia Federal durante a 22ª fase da Operação Lava Jato.