Presidente e diretor da Samarco pedem afastamento da empresa

Geral

Presidente e diretor da Samarco pedem afastamento da empresa

Ricardo Vescovi e Kleber Terra alegaram que licenciamento temporário servirá para que eles se dediquem às suas defesas no caso do rompimento da barragem de Mariana

Ricardo Vescovi pediu afastamento temporário da presidência da Samarco Foto: Divulgação

O diretor–presidente da Samarco, Ricardo Vescovi, e o diretor de operações da mineradora, Kleber Terra, pediram afastamento da empresa. A solicitação foi aceita nesta quarta-feira (20) pelo Conselho de Administração da companhia.

Em suas justificativas, os dois executivos alegaram que o licenciamento temporário é importante para que eles possam se dedicar às suas defesas no caso do rompimento da barragem da mineradora no município mineiro de Mariana, em novembro passado. 

A Samarco informou que, no lugar de Vescovi, assumirá a direção da empresa o atual diretor comercial, Roberto Carvalho. Já a função de diretor de operações da companhia será exercida interinamente pelo diretor de Projetos e Ecoeficiência, Maury de Souza Junior, que passa a acumular as duas funções.

A mineradora ressaltou ainda que todos os compromissos já assumidos e as ações em curso serão rigorosamente mantidos.

Novo presidente

O novo diretor–presidente da Samarco, Roberto Lúcio de Carvalho, de 57 anos, é formado em Metalurgia pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e possui mestrado em Tecnologia Mineral pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). 

Roberto ingressou na Samarco em setembro de 1985 como engenheiro de processos, e esteve à frente de funções estratégicas das operações na pelotização na unidade de Ubu, em Anchieta, litoral sul do Espírito Santo. 

Em agosto de 2000, ele liderou a implementação da área comercial, tornando-se diretor comercial em dezembro de 2001.