Gilson Daniel: "Preservar vidas é não participar de aglomerações"

Geral

Gilson Daniel: "Preservar vidas é não participar de aglomerações"

Presidente da Amunes reforça que as fiscalizações das prefeituras continuarão durante o verão mas a população deve fazer a sua parte

Foto: Reprodução TV Vitória

O verão de 2021, marcado pela pandemia do coronavírus, terá em seu cotidiano o reforço e continuidade das fiscalizações das prefeituras contra aglomerações, principalmente observadas nas praias. "Porém, a gente precisa da consciência da população. Neste momento, preservar vidas é não participar de aglomerações", declarou o presidente da Associação dos Municípios do Estado do Espírito Santo (Amunes), Gilson Daniel, em entrevista ao programa ES no Ar, na manhã desta quarta-feira (06). 

A entidade participou de uma reunião com o Governo do Estado onde foram debatidas as medidas de contenção ao coronavírus. Gilson Daniel, que foi prefeito de Viana até o ano passado, disse que o diálogo com a esfera estadual permanece constante e em sintonia. "Os novos gestores tiveram orientações sobre matriz de risco, painel covid e mapa de risco. Foi pedido que os prefeitos criem seus próprios centros de acompanhamento da pandemia", detalhou. 

O presidente acredita que os reflexos das aglomerações nas praias durante o Réveillon já estão aparecendo pois ele observa um aumento de pessoas com sintomas de covid-19 nas unidades de saúde. A regra é intensificar as fiscalizações e, quando necessário, acionar o auxílio do Estado. "O governador pediu que os prefeitos pudessem seguir as instruções normativas e as portarias do Estado para evitar as aglomerações, principalmente nas cidades que possuem guarda municipal e que possam utilizar o reforço da Polícia Militar para atuar nas áreas de praia", destacou. 

A alternativa de montar barricadas para impedir o acesso às praias, como têm feito prefeituras de outros estados, foi considerada pela Amunes mas não é algo ainda definido. "Temos que lembrar que temos 34 prefeitos em primeiro mandato e outros 15 que voltaram de mandatos anteriores. A pandemia tornou-se um desafio para todos eles. Mas os municípios litorâneos já estão estudando medidas de fiscalização com o apoio do Estado. O resultado nós veremos nos próximos dias", prometeu. 

Com cidades do interior com alta taxa de contágio (maior até que as cidades da região metropolitana), Gilson Daniel, em nome dos prefeitos pediu que as pessoas tenham mais paciência e não se descuidem das regras de isolamento social. "Os prefeitos se desgastaram muito nesse período de pandemia, fazendo tudo o que pode, colocando fiscalização na rua, fazendo diálogo permanente. Mas o que nós precisamos é que a população nos ajude. Estamos quase chegando no período da vacinação. Vamos ter paciência. Com a vacina iremos voltar a normalidade. Mas enquanto ela não acontece, precisamos nos cuidar e preservar vidas", finalizou. 

Com informações de Lucas Pisa, da TV Vitória/Record TV