Com cheia do Rio Doce, 39 pessoas precisaram sair de casa em Linhares e Colatina

Geral

Com cheia do Rio Doce, 39 pessoas precisaram sair de casa em Linhares e Colatina

Com as fortes chuvas que atingem Minas Gerias, onde nasce o rio que deságua no Espírito Santo, a previsão é que o nível suba ainda mais

Foto: Divulgação/ Prefeitura de Linhares

Com as fortes chuvas em Minas Gerais, o nível do Rio Doce não para de subir. Em Linhares, no Norte do Estado, a água já ultrapassou a cota de inundação em mais de um metro. De acordo com a Defesa Civil municipal, 23 pessoas estão desabrigadas na cidade.

A prefeitura informou que os moradores que precisaram sair de suas casas foram levados para um ginásio no bairro Conceição. A administração acredita que o nível do rio deve subir ainda mais nas próximas horas. A previsão é que a água atinja 5,15 metros até às 23h desta terça-feira (11).

Em Colatina, no Noroeste capixaba, a situação também é crítica. O Rio Doce também já ultrapassou a cota de inundação. No município, 16 pessoas estão desalojadas. 

A Defesa Civil de Colatina informou que está monitorando e que tem equipes de plantão para atender ocorrências. Em caso de emergência, a população deve entrar em contato pelo número (27) 99883-0305.

Em situações de emergência ou calamidade, a população pode acionar a Defesa Civil pelo telefone do plantão: (27) 99983 5661. Os chamados também podem ser feitos pelo 153, da Guarda Civil Municipal, e em casos extremos de urgência no 193, do Corpo de Bombeiro.

LEIA TAMB´ÉM: 

>> Alerta de chuvas intensas para 11 cidades do ES. Veja quais são!

>> Chuvas no ES deixam 1.745 pessoas fora de casa

Em Minas Gerais, a Defesa Civil registrou em apenas 24 horas, mais dez mortes em decorrência das chuvas que atingem o Estado. No total, 19 morreram em deslizamentos e enchentes desde o início do período chuvoso. Pelo menos três vítimas são crianças.

No total, 145 municípios estão em situação de emergência e 13,7 mil pessoas estão desalojadas. Alertas sobre a possibilidade de rompimento de uma barragem tiraram famílias de suas casas em Pará de Minas, a 85 quilômetros de Belo Horizonte, e municípios próximos. 

*Com informações da TV Vitória/Record TV.