Vitória e Serra são as cidades que menos testam na Região Metropolitana do ES

Geral

Vitória e Serra são as cidades que menos testam na Região Metropolitana do ES

Proporcionalmente, considerando a população de cada cidade, Cariacica, mais uma vez, desponta como a que mais testou

Foto: Reprodução

O grande número de casos e uma nova variante de covid-19 no Estado, voltaram a pressionar os serviços de saúde, principalmente dos municípios. Com isso, a procura por testes acelerou e especialistas chamam a atenção para a baixa testagem em algumas cidades.

O município mais populoso do Estado, Serra, e a capital, Vitória, por exemplo, são as regiões que menos testam na Grande Vitória, segundo dados divulgados pelo secretário de estado em Saúde, Nésio Fernandes, com base no Sistema de Informação do SUS para a Vigilância em Saúde no Estado do Espírito Santo (eSUS/VS) .

Atualmente, o Estado oferece diversos pontos de testagem. A maioria deles na Região Metropolitana, como no aeroporto, na rodoviária e na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), em Vitória, no Hospital Jayme Santos Neves, na Serra, na Ceasa, em Cariacica, e no Hospital Infantil de Vila Velha, na cidade de Vila Velha. Nesses locais é necessário fazer agendamento.

Também é possível fazer testes nos terminais rodoviários de Laranjeiras, de Itaparica e de Jardim América, mas, nesses locais, não é necessário agendar. O atendimento é realizado por livre demanda.

Leia também: Covid: resultado de teste recebido por e-mail e SMS poderá ser usado como atestado no ES

Em números absolutos, considerando os testes rápidos, entre os dias primeiro a 20 de janeiro, Cariacica realizou mais de 11.200 testes (11226) e Vila Velha mais de 6700 (6753). Vitória aparece em terceiro, com pouco mais de 5100 (5134) e Serra em último, com pouco mais de 5000 (5041).

Proporcionalmente, considerando a população de cada cidade, Cariacica, mais uma vez, desponta como a que mais testou, com 29 exames a cada 1000 habitantes. Vitória e Vila Velha aparecem com 13 testes e Serra com 9. Os números foram atualizados às 10 horas da manhã de quinta-feira (20).

A baixa testagem de alguns municípios tem levado à sobrecarga em alguns pontos de atendimento do Estado

Somando os números e buscando o percentual de cada um, o governo do Estado foi responsável por 61,3% dos testes em Vitória, 47,6% na Serra, 43,2% em Vila Velha e 21,2% em Cariacica.

O secretário estadual da Saúde, Nésio Fernandes, disse em seu Twitter que, com base no Sistema de Informação do SUS para a Vigilância em Saúde no Estado do Espírito Santo (eSUS/VS), o governo do Estado fez 8.135 testes em Vitória, 6.259 na Serra, 5.333 em Vila Velha e 2.604 em Cariacica.

Testes rápidos

Somente nesta semana, o município de Vitória disponibilizou testes rápidos de covid-19 para os moradores, sem prescrição médica e com agendamento online. Os exames podem ser feitos em 13 unidades de saúde e são disponibilizadas 470 testes por dia.

Na Serra são realizados 150 testes de antígeno em uma faculdade particular do bairro Colina de Laranjeiras. O serviço começou a funcionar nessa quarta-feira (19) e o atendimento é realizado através de senha. Já o RT-PCR é ofertado no Laboratório Central do município, em Jardim Limoeiro.

Segundo o prefeito da Serra, Sérgio Vidigal, dois prontos atendimentos da região vão passar a ofertar os testes rápidos.

Em Vila Velha são realizados 1500 testes por dia, no Ginásio do Tartarugão e nas unidades de saúde. Os teste são realizados com agendamento.

Cariacica também oferta cerca de 1500 vagas por dia nas 30 unidades de saúde do município, sendo que na maior parte a população precisa realizar cadastro prévio.

A necessidade de agendamento em alguns locais disponibilizados pelos municípios ainda que auxilie para a organização do serviço também é apontada como um complicador para o acesso de toda a população aos testes, principalmente os mais pobres.

Para o governo estadual, o ideal é que os municípios montem, com urgência, postos de testagem em massa em pontos estratégicos, garantindo o fácil acesso da população.

Onde testar

- Hospital Jayme Santos Neves (HJSN): de segunda a segunda, das 07h30 às 11h30 e das 13h30 às 18h. Somente teste de antígeno.

- Aeroporto de Vitória: de segunda a segunda, 24h por dia. Testagem apenas por agendamento e para pessoas que desembarcam. Testes de antígeno e em caso de resultado negativo, tendo o paciente sintomas gripais, é coletado RT-PCR. Também é realizado RT-PCR àqueles que necessitam deste tipo de exame por questões específicas como viagens ao exterior, eventos, comprovação em locais de trabalho, entre outros.

- Central de Abastecimento do Espírito Santo (CEASA): de segunda a sexta-feira, das 08h às 12h e das 13 às 15h. Testes de antígeno e em caso de resultado negativo, tendo o paciente sintomas gripais, é coletado RT-PCR.

- Centro de Reabilitação Física do Espírito Santo (CREFES): de segunda a sexta-feira, das 08h às 11h e das 13h às 16h. Testes de antígeno e em caso de resultado negativo, tendo o paciente sintomas gripais, é coletado RT-PCR.

- Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), no Campus de Goiabeiras: de segunda a sexta-feira, das 08h às 12h e das 13h às 16h. Testes de antígeno e em caso de resultado negativo, tendo o paciente sintomas gripais, é coletado RT-PCR.

- Hospital Estadual Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves (HIMABA): de segunda a sexta-feira, das 08h às 11h30 e das 12h30 às 16h. Testes de antígeno e em caso de resultado negativo, tendo o paciente sintomas gripais, é coletado RT-PCR.

- Hospital Estadual Central (HEC): de segunda a segunda, das 13h às 18h. Testes de antígeno e em caso de resultado negativo, tendo o paciente sintomas gripais, é coletado RT-PCR.

- Hospital Roberto Arnizaut Silvares (HRAS): de segunda a sexta-feira , das 12h às 18h. Testes de antígeno e em caso de resultado negativo, tendo o paciente sintomas gripais, é coletado RT-PCR.

- Faculdade Multivix, no Campus de Vitória: de segunda a sexta-feira, das 08h às 11h30 e das 12h30 às 16h. Testes de antígeno e em caso de resultado negativo, tendo o paciente sintomas gripais, é coletado RT-PCR.

- Rodoviária de Vitória: de segunda a sexta-feira, das 08h às 12h e das 13h às 16h. Testes de antígeno e em caso de resultado negativo, tendo o paciente sintomas gripais, é coletado RT-PCR.

- Rodoviária de Colatina: de segunda a quinta-feira, das 08h às 12h e das 13h às 16h; na sexta-feira das 08h às 12h. Testes de antígeno e em caso de resultado negativo, tendo o paciente sintomas gripais, é coletado RT-PCR.

Já nos Terminais do Sistema Transcol de Laranjeiras, na Serra; de Jardim América, em Cariacica e; de Itaparica, em Vila Velha, a oferta é de testes de antígeno por livre demanda, entretanto, devido à alta demanda nos últimos dias para o atendimento, os locais passaram a contar com a distribuição de senhas.

Em Jardim América são 200 senhas, no Terminal de Itaparica 200 senhas e Terminal de Laranjeiras 300 senhas, com funcionamento de segunda a sexta-feira, das 12h às 20h.

Além disso, o Estado tem realizado parceria público-privada para a ampliação da oferta de testes de antígeno. Nesta semana, por exemplo, em parceria junto à Unimed/SESI, deu início a testagem em mais pontos

LEIA TAMBÉM:

>> Xô, gripe! Veja um cardápio rico em vitaminas para fortalecer a imunidade

>> Cartório ou online: veja como tirar o CPF das crianças para vacinar contra covid

Pontos moeda