• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Audiência que pode por fim à greve dos motoristas de ônibus acontece na tarde desta segunda

Geral

Audiência que pode por fim à greve dos motoristas de ônibus acontece na tarde desta segunda

Os rodoviários foram notificados, nesta manhã, de decisão da Justiça do Trabalho determinando o mínimo de 70% da frota de ônibus em circulação nos horários de pico

Greve deixou usuários sem transporte Foto: TV Vitória

O Tribunal Regional do Trabalho do Espírito Santo (TRT-ES) marcou audiência de conciliação entre o Sindirodoviários e os sindicatos patronais – GVBus e Setpes, para esta segunda-feira (09), às 15h30 no Plenário do Tribunal. 

Os rodoviários foram notificados, nesta manhã, de decisão da Justiça do Trabalho determinando o mínimo de 70% da frota de ônibus em circulação nos horários de pico (das 6h às 9h e das 17h às 20h) e de 40% nos outros horários, sob pena de multa diária de R$ 30.000,00. A liminar foi concedida pelo desembargador Jailson Pereira da Silva.

A tentativa de acordo será conduzida pelo vice-presidente do TRT-ES, desembargador Marcello Mancilha.

A greve é motivada pelo problema do pagamento do plano de saúde da categoria. Segundo o presidente do Sindicato Carlos Louzada, os rodoviários querem que os patrões paguem o plano integralmente. "Tem gente morrendo e eles não pagam o plano de saúde todo, os motoristas não conseguem pagar o plano, é muito caro”, reclama o presidente Carlos Louzada.

Ilegalidade

O Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus) entrou com medidas judiciais pedindo que a greve dos rodoviários seja declarada como ilegal. 

O sindicato diz que a paralisação é ilegal porque os rodoviários descumpriram a determinação judicial que previa a circulação de 70% da frota para os horários de pico e 40% nos demais horários para atender a população.

Além de pedir a ilegalidade da greve, o GVBus solicitou que a cobrança da multa, R$ 30 mil por dia, seja estendida aos dirigentes do Sindirodoviários e que a Justiça aumente o valor da multa.