Austrália relembra tsunami e pede clemência para traficantes condenados na Indonésia

Geral

Austrália relembra tsunami e pede clemência para traficantes condenados na Indonésia

A Indonésia pretende executar oito prisioneiros ainda este ano, entre eles os australianos Andrew Chan e Myuran Sukumaran e o brasileiro Rodrigo Muxfeldt Gularte

O brasileiro Marco Archer foi morto na Indonésia no último mês Foto: R7

O governo da Austrália pressionou o governo da Indonésia, e relembrou a ajuda humanitária prestada ao país, após o tsunami de 2004, como uma razão para que as autoridades indonésias não executem dois australianos condenados à morte por tráfico de drogas. 

A Indonésia pretende executar oito prisioneiros ainda este ano, entre eles os australianos Andrew Chan e Myuran Sukumaran e o brasileiro Rodrigo Muxfeldt Gularte.

O primeiro-ministro australiano, Tony Abbott, disse que seu país enviou US$ 780 mi em ajuda à Indonésia após o tsunami de 2004, que deixou cerca de 200 mil mortos e desaparecidos somente no país.

Mas o governo da Indonésia reagiu fortemente, dizendo que "ameaças não fazem parte da linguagem diplomática e que ninguém responde bem a ameaças".

A Indonésia tem uma das legislações mais duras do mundo contra o tráfico e pôs fim a uma moratória de quatro anos a execuções em 2013.