• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

China condena segunda pessoa à morte pelo mesmo caso

Geral

China condena segunda pessoa à morte pelo mesmo caso

Pequim - A Corte de Hohhot, da Mongólia Interior, anunciou hoje que condenou à morte o estuprador e assassino em série Zhao Zhihong, de 42 anos, pela morte de 10 pessoas e o estupro de 13 mulheres e garotas entre 1996 e 2005.

Zhao foi condenado dois meses após a absolvição de Huugjilt, um mongolês que, em 1996, foi executado pelo governo pelo estupro e morte de uma mulher em um banheiro público. Hoje, sabe-se que o caso está entre aqueles pelos quais Zhao responde.

Huugjilt, que na época tinha 18 anos, foi quem encontrou o corpo da mulher no banheiro público. Ele foi preso pela polícia e condenado à morte 61 dias após o incidente. Três dias após a sua absolvição, oficiais do governo anunciaram que o policial responsável pelo caso do mongolês respondia a acusações de tortura e confissão coercitiva, abandono da função e aceitar suborno.

Segundo a agência estatal de notícias Xinhua, os pais de Huugjilt estiveram na corte hoje. Em dezembro, eles foram recompensados em 2,06 milhões de yuans, cerca de US$ 355 mil, pela morte de seu filho, danos morais e outros encargos. Fonte: Associated Press.