• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Chuva supera média histórica e Cantareira sobe a 7,8%

Geral

Chuva supera média histórica e Cantareira sobe a 7,8%

- Ribeirão Preto, 16/02/2015 - Pelo 11º dia seguido, o nível do Sistema Cantareira subiu e atingiu hoje (16) 7,8% da capacidade, ante 7,3% no domingo, de acordo com dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) divulgados há pouco. A alta no nível do reservatório ocorreu após uma chuva acumulada de 42,6 milímetros (mm), o que levou a um volume recebido mensal de 206,1 mm, já superando a média mensal histórica para fevereiro, de 199,1 mm.

O reservatório que abastece a Região Metropolitana de São Paulo apontava, há um ano, 18,5% de sua capacidade de reserva. No entanto, o cálculo atual da Sabesp para chegar aos 7,8% de capacidade considera duas cotas do volume morto, uma de 182,5 bilhões e outra de 105 bilhões de litros de água, acrescentadas em maio e outubro de 2014.

Todos os outros reservatórios monitorados pela Sabesp - Alto Tietê, Guarapiranga, Alto Cotia, Rio Grande e Rio Claro - também tiveram crescimento no volume armazenado de água, após as chuvas que atingem desde sábado o Estado de São Paulo.

Com 24 mm de chuva acumulada, o Alto Tietê saiu de 14,1% para 14,6% da capacidade de armazenamento e o Guarapiranga chegou a 55,3%, ante 52,% no dia anterior, com os 6,2 mm recebidos. O nível do Alto Cotia variou de 34,4% para 35% após um total de 3,8 mm de chuvas no dia.

O Sistema Rio Grande segue como o reservatório mais perto de sua capacidade total, com 81,1%, hoje, ante 80,7% ontem, após 9 mm de chuva. Já o Sistema Rio Claro variou de 32,1% para 32,8% entre os períodos, depois de receber um acumulado pluviométrico de 16,6 mm. (Gustavo Porto - [email protected])