• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Luta no mundo inteiro: Câncer mata 3,5 mil capixabas em média por ano

Geral

Luta no mundo inteiro: Câncer mata 3,5 mil capixabas em média por ano

Sedentarismo, tabagismo, alcoolismo, obesidade, alimentação inadequada e exposição aos raios ultravioleta (UV) são fatores de risco para o desenvolvimento da doença

Nesta quarta-feira (04) é a data que marca a luta contra a doença em todo o mundo Foto: R7

O câncer é a terceira maior causa de morte no Espírito Santo. Por ano, a doença mata em média 3,5 mil capixabas, o que representa quase 18% do total de óbitos no Estado. Ficar atento ao diagnóstico precoce adotar estilo de vida saudável são dicas que devem ser lembradas neste 04 de fevereiro, data que marca a luta contra esse mal em todo o mundo. 

A referência técnica da Rede de Atenção Oncológica da Secretaria de Estado da Saúde, Rita Rocha, explica que atualmente as neoplasias têm um peso considerado grande no total de mortes. Em 2013, (ano que conta com dados consolidados), do total de 21.344 óbitos registrados no ES, 3.748 (17,56%) foram causadas pelo câncer. 

“Estudos apontam a tendência que esse número aumente. Um dos fatores para isso é a expectativa de vida da população, cada vez maior. Essa longevidade acaba sendo propícia para o surgimento de doenças crônicas. É importante adotar hábitos de vida saudáveis e fazer exames de rotina. Estamos trabalhando para organizar cada vez mais os serviços de saúde para o diagnóstico precoce”, alerta a médica. 

Sedentarismo, tabagismo, alcoolismo, obesidade, alimentação inadequada e exposição aos raios ultravioleta (UV) são fatores de risco para o desenvolvimento da doença. Combinado com a hereditariedade, eles estão relacionados aos principais tipos de neoplasias ocorridas nos homens e nas mulheres.

De modo geral, no sexo masculino, câncer de pulmão e brônquios, próstata, esôfago são os que mais matam; câncer de mama, pulmões e brônquios e cólon são os que mais levam as capixabas a óbito. Em relação ao número de casos, o Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima 12.320 novos registros da doença no Espírito Santo em 2015, mesma quantidade de ano passado (veja tabelas abaixo).

Acesso rápido ao tratamento

Segundo a referência técnica da Sesa, Rita Rocha, o Estado segue Lei 12.732/12, que prevê o início do tratamento da doença em até 60 dias a contar da data do diagnóstico. “Em algumas situações o prazo é bem curto”, ressalta. No Espírito Santo, há oito hospitais com perfil de atendimento de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Na Região Central a referência é o Hospital São José (Colatina) e Rio Doce (Linhares) e, na Região Sul, o Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim. Já na Metropolitana, há o Hospital Evangélico de Vila Velha; a Santa Casa de Misericórdia, o Hospital das Clínicas, o Hospital Estadual Infantil e o Santa Rita, todos estes quatro localizados em Vitória. 

Mortalidade por câncer

2010 – 3.447
2011 – 3.630
2012 – 3.650
2013 – 3.748
2014 – 3.428 (não consolidado)