• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Arábia Saudita, Bahrein e Emirados Árabes emitem alertas de viagem para o Líbano

  • COMPARTILHE
Geral

Arábia Saudita, Bahrein e Emirados Árabes emitem alertas de viagem para o Líbano

Riad - A Arábia Saudita e dois de seus aliados regionais advertiram seus cidadãos contra viajar para o Líbano, no momento em que as monarquias muçulmanas sunitas do Golfo Pérsico aumentam a pressão sobre Beirute, para que o governo libanês fique ao lado deles na rivalidade contra o Irã.

Citando preocupações de segurança não especificadas, Arábia Saudita, Bahrein e Emirados Árabes Unidos emitiram alertas de viagem separados nesta terça-feira. Os governos saudita e do Bahrein também recomendaram que seus cidadãos deixem o Líbano imediatamente, enquanto Abu Dabi reduziu sua missão diplomática na capital libanesa.

Alerta similar foi feito pelos três países em 2012 e 2013, porém este mais recente ocorre dias após a Arábia Saudita cancelar um pacote de ajuda de US$ 4 bilhões para as forças de segurança do Líbano, em resposta ao que Riad considera o domínio do país pelos militares xiitas e pelo movimento político do Hezbollah.

A Arábia Saudita e seus aliados sunitas do Golfo se opõem fortemente ao grupo xiita Hezbollah, apoiado pelo Irã, um país de maioria xiita. Riad e Teerã disputam influência na região, particularmente na Síria e no Iêmen, onde estão em lados opostos em guerras civis.

Com a luta em andamento, Riad mostra-se cada vez mais impaciente com o que vê como fracasso do Líbano em expressar seus apoio pelos interesses regionais sauditas. O Líbano depende muito de ajuda estrangeira e do turismo do Golfo. O governo libanês se absteve de votar a favor de resoluções contra o Irã na Liga Árabe e na Organização para a Cooperação Islâmica, após violentos protestos contra os sauditas no mês passado em missões diplomáticas da Arábia Saudita no Irã. Os manifestantes se enfureceram após Riad executar um importante clérigo xiita, Nemer al-Nemer. Fonte: Dow Jones Newswires.