Autoridade eleitoral diz que há tendência irreversível de 2º turno no Equador

Geral

Autoridade eleitoral diz que há tendência irreversível de 2º turno no Equador

Redação Folha Vitória

Quito - O presidente do Conselho Nacional Eleitoral do Equador, Juan Pablo Pozo, disse hoje que a tendência da contagem de votos é clara e que, caso seja mantida, haverá um segundo turno entre o candidato à do partido da situação à presidência, Lenín Moreno, e o ex-banqueiro de direita, Guillermo Lasso.

"Temos uma tendência marcada e se esse for o caso, haverá um segundo turno", disse Pozo a jornalistas em uma coletiva de imprensa. Questionado sobre se a situação poderia ser revertida, Pozo respondeu que "não é possível", mas ponderou que a contagem não foi concluída, e disse que vai esperar pelos resultados definitivos.

O anúncio foi feito quando 95,52% dos votos haviam sido apurados. Moreno tinha 39,22% dos votos, contra 28,34% de Lasso. O segundo turno deve acontecer no dia 2 de abril. Fonte: Associated Press.