Linha 4-Amarela do Metrô é paralisada após botão de emergência

Geral

Linha 4-Amarela do Metrô é paralisada após botão de emergência

Redação Folha Vitória

São Paulo - O acionamento indevido de dois botões de emergência de um trem da Linha 4 - Amarela do Metrô de São Paulo fechou as transferências das estações Luz e República na tarde deste sábado, 3, na capital paulista, causando problemas em toda a extensão da linha.

A ViaQuatro, concessionária que opera a linha, informou que houve paralisação no funcionamento dos trens que circulavam entre as estações Paulista e Higienópolis-Mackenzie porque, quando os botões de emergência são acionados, os carros param automaticamente e os passageiros devem sair do trem.

"Os trens utilizam a tecnologia Driverless (sem condutor) e, a qualquer acionamento, eles param por questões de segurança. Neste caso, é necessária a intervenção de um colaborador que possa fazer a condução do carro manualmente", diz o comunicado.

Imagens que circularam nas redes sociais mostraram os trilhos cheios de usuários. A confusão aconteceu às 15h22 e a situação foi normalizada às 16h45, segundo a ViaQuatro. Nesse período, a operação foi parcial entre as estações Butantã e Fradique Coutinho. A estação Higienópolis-Mackenzie fechou às 15h.

A ViaQuatro informou ainda que reforçou os comunicados para que os equipamentos de segurança não sejam acionados indevidamente. Vale lembrar que a via liga importantes regiões da cidade que receberam bloquinhos de pré-carnaval.

Segundo a Prefeitura de São Paulo, a estimativa é de que 4 milhões de pessoas participem dos desfiles oficiais até o dia 18. Somente neste fim de semana, a expectativa é de que haja 180 blocos de carnaval na cidade. Apesar da maior concentração na região central, haverá desfiles espalhados por toda a cidade.

Novidade

A estação Higienópolis-Mackenzie da linha 4-Amarela começa a operar no mesmo horário das demais estações a partir deste sábado, 3. Desde o dia de sua inauguração, em 23 de janeiro, ela operava parcialmente entre 10 e 15h.

Agora, abre às 4h40 e fecha meia-noite de domingo à sexta-feira, e das 4h40 à 1h aos sábados. Por dia, 42 mil pessoas devem usar a estação, que fica entre as paradas da Paulista e República.