• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Pichador terá que pagar multa de R$ 9 mil por sujar monumento e estragar calçada em Vitória

  • COMPARTILHE
Geral

Pichador terá que pagar multa de R$ 9 mil por sujar monumento e estragar calçada em Vitória

Uma moradora flagrou a cena e enviou uma mensagem para o prefeito Luciano Rezende

Thaiz Blunck

Redação Folha Vitória

Um pichador terá que pagar multa de R$ 9 mil por destruição de patrimônio público em Vitória. Ele foi flagrado pichando o monumento "Vitória 360º" e destruindo parte da calçada portuguesa, ambos localizados na Praia do Canto. Ao presenciar a cena, uma moradora enviou mensagem para o prefeito Luciano Rezende, que acionou a Guarda Municipal e identificou o responsável.

Na manhã desta segunda-feira (19), o prefeito esteve no local e gravou um vídeo para mostrar o local da pichação e também falar sobre o que vai ser feito. Segundo ele, será registrado um boletim de ocorrência na Polícia Civil e o autor vai ser enquadrado na lei contra pichação, aprovada em 2016.

"Recebi uma mensagem de uma moradora de Vitória me avisando que estavam pichando o monumento Vitória 360º. Agradeci, liguei para o secretário de segurança que acionou a guarda e identificou os pichadores. Nós vamos lavrar boletim de ocorrência, a equipe já está trabalhando para tirar a pichação do monumento e essa pessoa vai ser enquadrada na legislação de 2016 que faz com que quem picha tem que pagar a limpeza e também os donos ao patrimônio. A multa é bastante salgada, R$9 mil", afirmou Luciano

Na publicação, Luciano agradeceu a moradora que fez a denúncia e pediu para que, assim como ela, a população ajude na fiscalização.

"Quando eu falo que somos todos prefeitos é porque não existe hoje a possibilidade do poder público cuidar das coisas sozinhos. São milhares de cenas acontecendo ao mesmo tempo e se nós não tivermos um comportamento cívico de carinho com a cidade, a gente não consegue conciliar lazer, diversão, turismo. Graças a Deus a moradora nos avisou, a guarda veio em minutos para cá e nós identificamos a pessoa. Agora ela vai pagar R$ 9 mil para inclusive custear o trabalho desses homens", explicou.

Blocos

No mesmo vídeo, o prefeito destacou alguns problemas causados na cidade durante os blocos de Carnaval e ressaltou a diferença dos blocos autorizados e não autorizados pela Prefeitura.

"Também tivemos na Praia do Canto, Camburi, Itararé, Centro da cidade, uma série de movimentos pós-carnaval que são muitos importantes, estamos apoiando, é importante para a cultura popular, mas os blocos autorizados. Quem não recebe autorização e mesmo assim vai fazer desfile de blocos, essa pessoa assume riscos com o convívio coletivo. Então a gente vai responsabilizar porque isso é uma conta que todos nós pagamos", concluiu.