• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Réus do caso Milena Gottardi serão ouvidos nesta sexta-feira em Vitória

Geral

Réus do caso Milena Gottardi serão ouvidos nesta sexta-feira em Vitória

Na oportunidade, prestarão depoimento duas testemunhas indicadas por Hilário Frasson que não compareceram na audiência do dia 31 de janeiro

Breno Ribeiro

Redação Folha Vitória
Primeiras audiências de instrução foram realizadas em janeiro

Nesta sexta-feira (23), às 9 horas, será realizada mais uma etapa de audiência de instrução do caso Milena Gottardi no Fórum Criminal de Vitória, no Centro da Capital. Na oportunidade, deverão ser ouvidas duas testemunhas indicadas pelo réu Hilário Frasson, além de interrogatório de todos os réus no processo que envolve o assassinato da médica.

As testemunhas a serem ouvidas são o padre Pedro Luchi e um amigo de Hilário, que não compareceram na audiência do dia 31 de janeiro. Após a oitiva, inicia-se o interrogatório dos réus. Depois disso, o juiz aguardará o retorno das cartas precatórias, que são os depoimentos das testemunhas que residem fora da Grande Vitória.

Júri popular

Depois de cumpridas essas etapas, o juiz do caso, Marcos Pereira Sanches, abrirá vistas para as partes apresentarem suas alegações finais, começando pela acusação e em seguida a defesa. Após isso, o juiz decide se os réus serão levados ou não à júri popular.

São réus no processo o ex-marido de Milena Hilário Antônio Fiorot Frasson, apontado como um dos mandantes do crime, o pai de Hilário, Esperidião Carlos Frasson, também apontado como mandante do crime, Dionathas Alves Vieira, acusado de ser o executor do crime, Bruno Rodrigues, apontado como facilitador, além de Valcir da Silva Dias e Hermenegildo Palauro Filho, apontados como intermediários no assassinato. 

O crime

A médica Milena Gottardi Tonini Frasson, de 38 anos, que atuava como pediatra oncológica, saía de mais um plantão no Hospital das Clínicas, em Maruípe, Vitória, no final da tarde. Ela seguia acompanhada de uma amiga, também médica, para o estacionamento do hospital, onde estava seu carro, quando foi abordada por um homem armado. O crime aconteceu no dia 14 de setembro de 2017.

O suspeito chegou a anunciar um assalto e mandou as duas vítimas entregarem seus pertences. Elas obedeceram às ordens do suposto assaltante, mas, antes de as médicas entrarem no veículo de Milena, o criminoso atirou três vezes na direção da pediatra, que foi atingida na cabeça e na perna. Em seguida, o atirador fugiu em uma moto. Milena chegou a ser socorrida e foi internada em um hospital particular da capital, mas morreu no dia seguinte.

Leia também

--> Relembre todos os passos da investigação do caso Milena Gottardi