Geral

Mãe morre após atrasar tratamento de câncer na gravidez para salvar bebê

Brianna Rawlings atrasou o tratamento contra o câncer para tentar salvar o filho

Foto: Reprodução / Instagram

Brianna Rawlings, de 19 anos, atrasou o tratamento de câncer para salvar a vida do filho. Com 17 semanas de gestação, ela foi diagnosticada com leucemia e os médicos deram duas opções: realizar um aborto e iniciar imediatamente o tratamento ou atrasar o tratamento até o parto e começá-lo apenas após dar à luz.

Brianna precisou dar à luz três meses antes após passar por complicações. O bebê Kyden, infelizmente, não resistiu e 12 dias após o nascimento morreu devido a uma infecção no estômago.

Para Brianna, os 12 dias com o pequeno foram muito especiais. “Nesses 12 dias eu pude segurar o meu bebê, contar seus dedinhos, falar com ele, como quando ele estava na minha barriga. Foram dias muito especiais, foram os 12 dias mais felizes da minha vida”, disse a jovem em entrevista ao jornal britânico Daily Mail.

Após iniciar o tratamento contra o câncer, a saúde de Brianna começou a melhorar. Porém, após ter feito um transplante com a medula óssea do irmão, o corpo dela acabou rejeitando.

A família iniciou uma campanha na internet para arrecadar dinheiro para um novo tratamento ainda em teste. Familiares informaram que Brianna morreu no dia 29 de dezembro pouco após ter iniciado o novo tratamento.

A irmã de Brianna, Kourt Rawlings, desabafou sobre a perda: “Nossa linda Brianna terminou sua jornada conosco na Terra e agora irá finalmente se reunir com seu pequeno Kyden. Nós estamos devastados, mas ao mesmo tempo estamos em paz, sabendo que ela não está sofrendo mais. Nós amamos você mais do que as estrelas minha linda menina, voe alto e por favor guie aqueles que estão incertos com o seu sorriso contagiante”.

Pontos moeda