Construtora instala novas caixas d'água em condomínio da Serra

Geral

Construtora instala novas caixas d'água em condomínio da Serra

No total serão 50 mil litros, divididos em duas caixas com 20 mil litros e em outra com 10 mil para suprir caixa que apresentou risco de queda

Foto: Luiz Claudio Almeida
Três caixas d'água foram instaladas no condomínio pela construtora

Depois de ouvir do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado (Crea-ES) que a caixa d'água do condomínio Residencial Top Life Cancun, em São Diogo II, na Serra, poderia apresentar risco de queda, novas caixas d'água foram instaladas no local. A construtora MRV, que construiu o condomínio, instalou nesta terça (23) três novas caixas d'água para suprir a antiga. No total serão 50 mil litros, divididos em duas caixas com 20 mil litros e em uma com 10 mil. 

A construtora já havia providenciado hospedagem para alguns moradores que deixaram o condomínio, com medo de queda da antiga caixa. Segundo o síndico Luiz Cláudio Almeida, oito famílias estão fora de suas casas. A reportagem procurou a MRV para confirmar esse número e se a empresa está custeando as despesas, porém não tivemos o retorno. O espaço ficará aberto para a resposta da empresa.

Os condôminos saíram do local por precaução após não descartarem a possibilidade de desabamento da torre de água que abastece o local. 

Leia também: Caixa d'água na Serra não corre risco iminente de queda, diz Defesa Civil

A Defesa Civil da Serra esteve também no condomínio nesta tarde de terça-feira (23) e de acordo com nota enviada o ´órgão constatou que a situação está sob controle e que não recebeu ainda a avaliação do topógrafo que deveria ser providenciada pelo síndico, e orientou que seja apresentado um relatório com danos estruturais e medidas necessárias para os reparos. Segundo a Defesa Civil o síndico já encaminhou o pedido à construtora para a contratação do profissional e elaboração do documento. 

Entenda o caso

Foto: Reprodução

A estrutura da caixa d'água do Condomínio Top Life Edifício Cancún apresentou um amassado na parte lateral na tarde de terça-feira (16). De acordo com o síndico do condomínio, foi uma moradora de um prédio vizinho que percebeu o problema e comunicou o fato à subsíndica do local onde mora. 

"Ela mandou uma foto para a subsíndica, que entrou em contato comigo. Eu costumo verificar a caixa todos os dias, até porque a gente está reformando e verifiquei que aquele amassado não era normal. Era um amassado novo e aconteceu depois que nós começamos a encher a parte superior da caixa", contou.

Após ser comunicado do fato, Luiz Cláudio disse que entrou em contato com o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES), Defesa Civil e Corpo de Bombeiros. 

Luiz Cláudio contou ainda que a construtora MRV, empresa responsável pela obra, foi comunicada, em janeiro de 2020, sobre possíveis corrosões no reservatório de água. No entanto, segundo ele, a construtora respondeu, alegando que a estrutura não estava mais na garantia. A obra foi entregue aos moradores em agosto de 2015.

A MRV informou que foi contratado um perito para orientar o condomínio quanto aos possíveis reparos. Por meio de nota, a empresa disse que a manutenção que estava sendo realizada no castelo d’agua do empreendimento foi solicitado pelo condomínio e não foi realizada pela construtora. A MRV acrescentou que o empreendimento foi entregue há cinco anos e, nesse período, não houve acionamentos de assistência técnica pelo condomínio sobre a estrutura do castelo de água.