De novo! Após barulhos, famílias deixam prédio que ameaçou desabar em Vila Velha

Geral

De novo! Após barulhos, famílias deixam prédio que ameaçou desabar em Vila Velha

Defesa Civil havia liberado acesso, mas voltou atrás depois que moradores relataram mais ruídos na estrutura do edifício

Foto: Arleson Schneider / TV Vitória
Crea e Defesa Civil estão no prédio

Os moradores do prédio que ameaçou desabar na noite da última quinta-feira (11), em Jabaeté, Vila Velha, precisaram deixar suas casas novamente. Uma vistoria foi realizada na manhã de domingo (14) e o retorno foi decidido com base em um laudo técnico emitido por uma equipe de engenharia da Caixa. No entanto, logo após liberação, foram relatados novos barulhos e, por segurança, o prédio foi novamente isolado. O prédio fez parte do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal.

Segundo a Prefeitura de Vila Velha, a Defesa Civil foi acionada e fará nova vistoria técnica. O órgão, junto com o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura, está no prédio na manhã desta segunda-feira (15). 

Em entrevista à equipe de reportagem da TV Vitória/Record TV, o coordenador adjunto da Defesa Civil de Vila Velha, Afonso Belenda, explicou que a equipe de engenharia entendeu que o local não oferecia risco. No entanto, moradores acusaram novos problemas logo após o retorno. 

"O desenrolar dos fatos até o dia de hoje, culminou ontem com uma junção do Crea, juntamente com os engenheiros da Caixa Econômica. Eles observaram a situação e, até com aprovação do engenheiro da Defesa Civil Estadual, entenderam que, no momento, o prédio não oferecia risco. Mas ontem, quando eles retornaram, acusaram novos problemas. É por isso que nós estamos aqui", afirmou. 

Segundo o coordenador, um parecer a respeito da situação do prédio será dado a partir de um monitoramento. 

"A Defesa Civil está aqui fazendo a parte do município e preservando vidas. Agora, basicamente, são soluções técnicas. O que tem se mostrado, é o monitoramento dessas pequenas fissuras, se houve algum tipo de mudança, se aumentou ou se não aumentou. Então hoje, a partir dessa observação, vai ser dado um parecer", explicou Belenda. 

A Caixa informou, por meio de nota, que aguarda posicionamento oficial das autoridades, principalmente da Defesa Civil, sobre as condições de ocupação do Bloco 13. O banco informou que "não cabe à Caixa a interdição ou desinterdição das unidades, sendo esta uma atribuição da Defesa Civil Municipal, que segue critérios técnicos em suas decisões". A Caixa informou ainda que "enviou até o local equipe técnica para avaliar, junto à Defesa Civil, se houve alguma alteração na situação e prestará toda assistência necessária aos moradores, mediante posicionamento das autoridades competentes".

Susto

Um prédio residencial de um condomínio do bairro Jabaeté, em Vila Velha, foi evacuado após ameaça de desabamento na noite de quinta-feira (11). No bloco, há 16 apartamentos e todos os moradores precisaram deixar o local às pressas.

Tudo aconteceu por volta das 19h30. Os condôminos foram avisados que o prédio corria risco de desabar. "Eu estava deitada, dormindo, quando ouvi aquele barulho, tipo uma bomba e pensei que não era nada. Logo bateram na minha porta dizendo que iria desabar. Só deu tempo de colocar meu vestido e pegar meus documentos. Para onde que eu vou agora?", questionou a moradora Uzir Barreto.

Por causa do transtorno, um casal de idosos precisou sair correndo do apartamento, onde mora há 5 anos, e esqueceu até a máscara. "É uma tristeza. A essa hora já estaria dormindo na minha cama. Agora peguei um lençol para dormir por aí, na calçada", lamentou a aposentada Irenilda Rodrigues de Souza.

Na rua e sem ter pra onde ir, só resta a indignação dos moradores. "Não é justo pagar uma prestação e viver assim. Prefiro pagar o meu aluguel", disse Uzir Barreto, que passou a noite sentada em uma calçada, acompanhada do companheiro e de um cachorro da família.

No condomínio, muitos moradores têm reclamações da estrutura dos apartamentos. Eles alegam que há questões, como infiltração, que não são resolvidas.