Forças iraquianas retomam Tikrit do Estado Islâmico, diz mídia estatal

Geral

Forças iraquianas retomam Tikrit do Estado Islâmico, diz mídia estatal

Redação Folha Vitória

Bagdá - As forças de segurança iraquianas recapturaram a cidade de Tikrit, informaram meios de comunicação estatais nesta terça-feira. Esta pode ser a maior vitória contra os insurgentes do Estado Islâmico desde que o grupo extremista sunita tomou o controle de uma grande parte do território do país no ano passado.

O primeiro-ministro Haider al-Abadi anunciou a retomada da cidade à emissora de televisão Iraqiyya. Várias milícias xiitas, conhecidas como unidades de mobilização púbicas, confirmaram as informações em seus próprios canais de televisão

Pouco depois do anúncio do premiê, seu porta-voz disse à emissora estatal que as forças iraquianas haviam atingido o centro da cidade e hasteado a bandeira do país na sede provincial, enquanto as tropas continuavam a expulsar os insurgentes da cidade.

"A experiência de sucesso de Tikrit será repetida em outras áreas", disse Abadi, que elogiou as forças de segurança por "proteger os civis e pelas poucas baixas entre as forças de segurança".

Abadi disse que as forças de segurança já haviam retomado bairros nas extremidades sul e oeste da cidade natal de Saddam Hussein e avançavam para tomar o controle de toda Tikrit. Mas Abdul-Wahab al-Saadi, comandante da operação na província de Salahuddin, da qual Tikrit é a capital, disse que suas forças, vindas do oeste, ainda estavam a 300 metros do centro da cidade.

O tenente-general iraquiano Talib Shaghati disse que pelo menos 75% da cidade havia sido recapturada. Ammar Hikmat, vice-governador da província de Salahuddin, disse que mais de 40% de Tikrit estavam sob controle iraquiano.

"Nossas forças de segurança estão agora avançando na direção do complexo presidencial e já entraram em algumas partes", disse Hikmat. "Eu acho que toda a cidade será retomada nas próximas 24 horas."

Um repórter da Associated Press que acompanha as forças de segurança presenciou soldados cercando o palácio presidencial em Tikrit, assim como a sede do governo provincial.

A batalha por Tikrit é vista como um passo importante na eventual expulsão dos extremistas da segunda maior cidade do país, Mosul, que fica mais ao norte.

O ministro do Interior, brigadeiro general Saad Maan Ibrahim disse que pelo menos 40 militantes foram mortos durante a ofensiva em Tikrit nesta terça-feira. Fonte: Dow Jones Newswires e Associated Press.