Empresas de telefonia lideram índice de reclamações no Procon de Vitória

Geral

Empresas de telefonia lideram índice de reclamações no Procon de Vitória

Entre os problemas mais comuns estavam os relacionados à cobrança indevida/abusiva, produtos com vício, antecipação de financiamento (boleto para quitação), entre outros

Entre as empresas que lideram o ranking de reclamações estão as de telefonia celular e de aparelhos celulares Foto: Divulgação/Prefeitura/ Kadidja Fernandes

Com o objetivo de auxiliar o consumidor na hora da compra, o Procon Municipal de Vitória divulga nesta segunda-feira (16) a relação das empresas com o maior índice de reclamações fundamentadas atendidas no ano passado. 

Segundo o documento, entre as principais reclamações que lideraram o ranking estão as de telefonia celular, aparelhos celulares, banco comercial e financeiras e de aparelhos e eletrodomésticos. 

O gerente do Procon de Vitória, Carlos Magno Pimentel Junior, destaca que o documento é lançado todos os anos próximo ao Dia Internacional do Consumidor, celebrado no último domingo (15) e que o cadastro permite ao consumidor que encontre o ranking de fornecedores reclamados por diferentes formas.

“A busca pode ser feita por meio do nome fantasia, razão social e respectivos números de Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou de Cadastro de Pessoa Jurídica (CNPJ) da empresa. Além disso, indica ainda se os processos administrativos formulados a partir de reclamações dos consumidores foram atendidos ou não pelos fornecedores”, explica.

Resolutibilidade

Dos 12.512 atendimentos realizados no ano passado, 10.510 (84%) foram resolvidos nos atendimentos iniciais. Dos 2.002 atendimentos restante, 1.381 (69%) foram solucionados nas audiências de conciliação, como destaca o gerente Carlos Magno.

“O Procon de Vitória apresenta um índice de resolutibilidade muito significativo, que gira em torno de 84% já no primeiro atendimento e 69% nos processos que vão para audiência. Isso demostra que a entidade está cumprindo bem o seu papel, que é defender os direitos do consumidor", destacou.

Atendimentos

Em 2015, de janeiro a março, já foram realizados 1.931 atendimentos. Consumidores com problemas nas relações de consumo que desejam acionar o Procon de Vitória devem se dirigir à Casa do Cidadão, em Itararé.

É indispensável ter em mãos os documentos pessoais e comprovantes, como nota fiscal, contrato, ordem de serviço, entre outros documentos que comprovem a reclamação.

Além disso, é possível enviar outra pessoa, desde que a mesma apresente uma procuração simples, sem necessidade de registro em cartório, e cópias de documentos pessoais da reclamante.

Cadastro de Reclamação Fundamentada

“A GERÊNCIA DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR – PROCON MUNICIPAL DE VITÓRIA” em cumprimento ao disposto no art. 4°, do Decreto Federal n°2.181, de 20 de março de 1997, em consonância com o art.2°, XVI, do Decreto Municipal n°14.975/2011, de 04 de março de 2011 vem a público divulgar, a seguir, o seu CADASTRO DE RECLAMAÇÔES FUNDAMENTADAS, relativo ao período de 01/01/2014 a 31/12/2014. O Cadastro apresenta um ranking de fornecedores, que podem ser identificados por seus nomes fantasia, razão social e respectivos números de Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou Cadastro de pessoas Jurídica (CPNJ), bem como por outros indicadores, quando disponíveis. Nos termos da legislação acima mencionada, o Cadastro indica, ainda, se os processos administrativos formulados a partir de reclamações dos consumidores foram ou não atendidas pelos fornecedores.

Serviço

Procon de Vitória
Endereço: Avenida Maruípe, 2.544, 1º piso, bloco A, Itararé (Casa do Cidadão)
Horário: de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas, com senhas distribuídas até as 15 horas
Informações: Fala Vitória 156, de segunda a domingo, das 6 horas à meia-noite, incluindo feriados