Líder republicano no Senado diz que não pretende votar substituto do Obamacare

Geral

Líder republicano no Senado diz que não pretende votar substituto do Obamacare

Redação Folha Vitória

Washington - O líder republicano no Senado, Mitch McConnell, disse nesta terça-feira que o Ato de Cuidado Acessível, que ficou conhecido como Obamacare, continuará em vigor e que o Senado não irá votar um plano para derrubar o programa de saúde do ex-presidente Barack Obama sem, antes, passar por uma votação na Câmara.

A repórteres, McConnell disse que "é bastante óbvio que não fomos capazes de aprovar, na Câmara, um substituto para o Obamacare. Nossos amigos democratas devem estar muito felizes com isso, porque a lei continua a existir e acho que vamos ter que ver como isso funciona".

O presidente da Câmara, Paul Ryan, insistiu mais cedo que os deputados ainda tentariam revogar o Obamacare. No entanto, McConnell deixou a questão de lado, agradeceu a Ryan e ao presidente americano, Donald Trump, pelos esforços em revogar a legislação de saúde, mas pediu desculpas pela nova legislação "não ter funcionado".

Além disso, o líder republicano comentou sobre a votação de confirmação de Neil Gorsuch, o escolhido de Trump para a Suprema Corte. "Estamos otimistas de que os democratas não terão sucesso em impedir que este homem se junte à Suprema Corte em breve", afirmou. Fonte: Associated Press.