Procon de Anchieta funcionará em novo endereço

Geral

Procon de Anchieta funcionará em novo endereço

A nova sede do Procon funciona na Casa do Cidadão, no Centro de Anchieta. Uma advogada exclusiva atenderá as demandas dos consumidores

Mais de 80 atendimentos já foram realizadas na nova sede Foto: Divulgação

Consumidores de Anchieta devem ficar atentos! A partir de agora, o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) Municipal funciona em novo endereço, na Casa do Cidadão, no Centro da Cidade. Com a mudança, o espaço conta agora com três servidores, incluindo uma advogada exclusiva para atender a demanda. O objetivo é deixar o serviço mais ágil e com mais qualidade.

De acordo com a advogada e coordenadora do Procon Municipal, Audrey Lopes de Andrade, desde o início de fevereiro, quando o serviço foi reestruturado, já foram realizados cerca de 80 atendimentos. “Desses atendimentos, 90% já foram concluídos e a situação dos consumidores resolvida”, disse.

Segundo Andrade, a maior procura por parte da população é para resolver problemas com empresas de cartão de crédito, telefonia e serviços realizados pela internet, além de cobranças indevidas e renegociação de dívidas.

O jovem Diego Breno dos Santos Rosa, 19 anos, procurou o Procon para resolver uma insatisfação com uma empresa de telefonia, que realizada cobrança indevida por um serviço não utilizado. “Procurei o Procon, fui bem atendido e meu problema foi resolvido em algumas horas. "Estou satisfeito”, disse.

O militar aposentado, Carlos Lindemberg Ferreira, 61, também teve um antigo problema financeiro resolvido. O caso dele também era cobrança indevida, mas por parte de uma operadora de plano de saúde. Conforme a advogada, a operadora debitava mensalmente do salário do aposentado um valor, referente a um serviço que ele não tinha contratado. “Cancelamos a cobrança e ele será ressarcido de todo valor cobrado indevidamente”, conta.

Ferreira disse não iria conseguir se livrar da cobrança sem ajuda do Procon. “Agora estou feliz por isso, sem ajuda dos profissionais do Procon não conseguiria ter êxito”, disse.

De acordo com a advogada, qualquer cidadão pode acessar o serviço, basta se sentir lesado por alguma empresa ou prestadora de serviços. O Procon tem a função de orientar e instruir sobre os direitos e deveres enquanto consumidor.