• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Acolhidos da Casa Lar Walter Barcelos tem aulas de dança, esportes e diversas atividades

Geral

Acolhidos da Casa Lar Walter Barcelos tem aulas de dança, esportes e diversas atividades

Atualmente, sete jovens vivem no local. Na rotina diária, a instituição busca a oportunidade para que os acolhidos participem da vida junto à comunidade

Iures Wagmaker

Redação Folha Vitória
Foto: Divulgação / Facebook

A Casa Lar Walter Barcelos, primeira entidade apoiada pelo Instituto Americo Buaiz (IAB) em 2019, trabalha com a proposta de fazer com que o local seja um verdadeiro ambiente familiar para cada um dos adolescentes acolhidos pela instituição.

Fundado em 1996, a entidade tem a capacidade de acolher até 15 adolescentes do sexo masculino, com idades entre 12 e 18 anos incompletos. Atualmente, sete jovens vivem no local. Na rotina diária, a instituição busca a oportunidade para que os acolhidos participem da vida junto à comunidade. 

Todos os adolescentes estão regularmente matriculados em escolas. Dos sete, apenas um estuda no período noturno, para facilitar as oportunidades de trabalho, e os demais frequentam a escola no turno matutino. No contraturno escolar, o que não faltam são opções de atividades para promover a integração ao convívio em sociedade, com formação humana nas dimensões familiar, religiosa, educacional, esportiva e profissional, cumprindo a missão da entidade.

Leia também: Apoio de voluntários faz a diferença para os atendidos pela Casa Lar Walter Barcelos

Três jovens atendidos pela instituição já participam do Programa Adolescente Aprendiz. Para que cada um tenha uma boa ajuda financeira ao deixar a entidade, quando chegaram a idade máxima, todo o dinheiro que eles recebem no programa ou em estágios é guardado em uma poupança individual, pois a instituição dispõe de todas as necessidades dos acolhidos, como o necessário para lazer, alimentação, moradia, vestuário, material escolar, medicamentos, higiene pessoal, entre outros.

De acordo com a equipe da Casa Lar Walter Barcelos, uma das atividades é realizada junto à Escola de Dança Renata Barcelos, na Praia da Costa, onde os acolhidos participam de aulas de dança de salão, aulas de forró, bolero, soltinho e samba. Nas praias do município, os jovens também jogam bola, fazem corridas ou caminhadas no calçadão.

Conheça a Casa Lar Walter Barcelos e saiba como colaborar

Uma outra atividade é a aula de bodyboarding no Projeto Escola Ambiental de Bodyboarding Brasil (EAB), na Praia de Itaparica, parceria esta que já acontece há mais de 13 anos. O diferencial desta prática é que um dos professores é ex-morador da instituição, que saiu há cerca de seis anos por completar os 18 anos.

Aos domingos, os acolhidos frequentam cultos e celebrações nas igrejas da região. A orientação religiosa é opção de cada um. Sempre que possível, os jovens também frequentam o cinema, sempre que há lançamento de filmes de seus interesses. Há o cuidado para que os temas sejam condizentes com as idades.

Todas as atividades e orientações aos atendidos passam por uma roda de conversa, toda quarta-feira, entre os adolescentes e a equipe técnica. Este encontro semanal visa preparar os adolescentes para a inserção no mercado de trabalho, auxiliando-os no preenchimento de formulários, entrevistas de emprego, assim como orientações a respeito da administração financeira.

Apoio

O apoio do Instituto Americo Buaiz (IAB) consiste na promoção da visibilidade das ONGs em espaços editoriais e publicitários dos veículos da Rede Vitória e no Shopping Vitória, além da promoção do voluntariado através do Portal do Voluntário e do voluntariado corporativo com equipes do Grupo Buaiz.

Além da Casa Lar Walter Barcelos, as outras entidades contempladas em 2019 serão a Clínica Carmen Lúcia, Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer (Afecc) e Associação dos Amigos dos Autistas do Espírito Santo (Amaes).

O Instituto Americo Buaiz tem como missão apoiar o desenvolvimento social no estado do Espírito Santo, usando a força da comunicação em favor de entidades do Terceiro Setor e promovendo ações e projetos nas áreas de educação, cultura, assistência social e meio ambiente.