• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Morro de Vitória passará a ter passeio voltado para turistas

Geral

Morro de Vitória passará a ter passeio voltado para turistas

'Tour no Morro de Jesus de Nazareth' foi organizado pela Prefeitura de Vitória. Além de pontos com vista para a cidade, rota prevê pontos de parada para conversar com a comunidade

Foto: Leonardo Silveira

Com o propósito de mostrar a diversidade cultural, as belezas das paisagens da baía de Vitória, a culinária, além da história do bairro contada por um guia local, a Prefeitura de Vitória autorizou a realização do projeto "Tour no Morro de Jesus de Nazareth".

O passeio faz parte do processo de cadastramento de circuitos turísticos em áreas urbanas na capital, que foi recentemente regulamentado por meio de um decreto municipal. 

O roteiro foi desenvolvido pelo guia de turismo Fernando Martins e inclui um percurso com pontos de parada para ver e ouvir as histórias da comunidade, como o Residencial Mar Azul; a praia da Castanheira; as escadarias; o mirante do Theogenes; a Casa Branca; as torres de energia; os mais diversos becos e vielas; além de outros pontos do local.

O guia Fernando Martins está animado e destacou algumas particularidades do trajeto. "O roteiro é uma oportunidade para visitantes e moradores conhecerem, por meio de um passeio a pé, a realidade da comunidade, vislumbrarem uma vista panorâmica espetacular da capital e degustarem a culinária local, como um delicioso pão caseiro quentinho, aperitivos de frutos do mar e a saborosa moqueca capixaba”, disse.

Roteiros específicos

O diretor de Turismo da Companhia de Desenvolvimento, Inovação e Turismo de Vitória (CDV), Felipe Ramaldes, explica que o decreto também abre a possibilidade para que cada guia, de acordo com sua especialidade, possa propor roteiros para a cidade e comercializar isso formalmente a partir de uma característica local.

“Existem guias de turismo que vêm desenvolvendo também suas especialidades, como em áreas de arte, fotografia e história, que criam formas de interpretar esse circuito de maneira muito própria, a partir do conhecimento dele, que aprendeu ao longo de muitos anos e que pode ser demonstrado, por exemplo, em vários trajetos diferentes do Centro Histórico de Vitória”, conta.

Os circuitos turísticos, que devem ter itinerário e percurso definidos e estruturados, poderão ser propostos por guias e agências de turismo, devidamente cadastrados no Ministério do Turismo. O decreto municipal veda a criação e realização do serviço em Unidades de Conservação situadas na capital.

O cadastramento das empresas ou profissionais será constituído por meio de inscrição, que deverá ser feita através de encaminhamento de toda a documentação prevista no decreto à CDV, que promoverá a habilitação, a aprovação dos circuitos turísticos e a divulgação do período da vigência do cadastro do circuito aprovado com os dados do respectivo cadastrado.

Tendência

Para o presidente da CDV, Leonardo Krohling, iniciativa como esta vai possibilitar também a outros guias de turismo a formalização de circuitos que normalmente fazem em áreas públicas da capital. “Os guias são a ponta da operação do turismo e estão em contato direto com os visitantes. Nada melhor que fortalecer e criar as possibilidades de atuação desses profissionais”, aponta.

Ainda de acordo com Krohling, a implantação de circuitos turísticos é uma tendência na qual as pessoas buscam cada vez mais experiências relacionadas ao cotidiano das pessoas e no conhecimento que possuem. “A partir do decreto, podem ser criados circuitos com uma identidade local, mostrando o cotidiano da comunidade na qual os guias moram”, pontua.