'Ela iria fazer a cerimônia do jaleco. Hoje vim colocar a roupa de enterrar minha filha', disse mãe de motociclista morta

Geral

'Ela iria fazer a cerimônia do jaleco. Hoje vim colocar a roupa de enterrar minha filha', disse mãe de motociclista morta

Ramona Bergamini Toledo cursava fisioterapia, mas planos foram interrompidos em acidente na Lindenberg que matou a estudante

Foto: Reprodução

O velório da jovem Ramona Bergamini Toledo, de 20 anos, aconteceu nesta quinta-feira (05), em uma Igreja do bairro Nossa Senhora da Penha, em Vila Velha. Ela é natural da cidade de Pancas, no noroeste do Estado, onde será enterrada.

Abalada, a mãe contou que a jovem estaria a 200 metros de casa no momento do acidente. A estudante de Fisioterapia estava indo para casa quando parou em um semáforo e foi atingida por um carro que vinha desgovernado na contramão.

A família da jovem está revoltada com a morte. Segundo testemunhas, o condutor do veículo estaria embriagado. "Não foi um acidente! Eu quero justiça!", pediu a mãe. "Ela iria fazer a cerimônia do jaleco, no próximo sábado, toda feliz.['Ela falou:] 'Mãe, vem me entregar o jaleco. Hoje eu vim colocar a roupa de enterrar minha filha. Não quero que minha filha fique só na estatística."

A cerimônia do jaleco, aliás, é uma tradição que acontece em várias universidades de biomédicas. Representa o compromisso com "a formação profissional ética e responsável, estabelecido no ingresso à instituição de ensino superior e finalizado com o título de bacharel".


A jovem estava cursando a graduação. No próximo sábado (07), aconteceria a cerimônia para entrega dos jalecos. Ramona, que é filha única, havia convidado a mãe para entregar a vestimenta que simbolizava a realização de um sonho. Além dos estudos, a jovem trabalhava realizando entregas por aplicativo.

De acordo com a Polícia Civil, o condutor de 36 anos foi autuado em flagrante por homicídio culposo na direção de veículo e por dirigir embriagado. 

Protesto

Na tarde desta quinta-feira (05), motociclistas iniciaram um protesto pedindo justiça para a morte da jovem e mais segurança no trânsito. O protesto começou na avenida Carlos Lindenberg, no local do acidente. Em seguida, os motoristas percorreram no sentido de Vitória.


*Com informações do repórter da TV Vitória, Arleson Schneider.