Bares e restaurantes fechados no ES; hotéis e pousadas só poderão ter 50% de ocupação

Geral

Bares e restaurantes fechados no ES; hotéis e pousadas só poderão ter 50% de ocupação

As novas medidas fazem parte das restrições adotadas pelo governo do Estado para enfrentamento da covid-19

Foto: pexels

O funcionamento de bares e restaurantes está proibido a partir da próxima quinta-feira (18), até 31 de março, no Espírito Santo. Os serviços destes estabelecimentos só poderão ser realizados por meio de delivery. A restrição vale por 14 dias e faz parte de um conjunto de medidas de enfrentamento ao coronavírus, anunciadas pelo governador Renato Casagrande, na tarde desta terça-feira (16). 

>> Casagrande anuncia fechamento total no comércio, escola e outras atividades no ES a partir de quinta

>> Fechamento por 14 dias no ES: o que está proibido e o que pode funcionar a partir desta quinta

>> ES tem 11 hospitais com 100% de ocupação em leitos exclusivos para a covid-19

>> Covid-19: ocupação de leitos de UTI passa de 91% no Espírito Santo

Com o avanço do número de casos de covid-19 no Estado, Casagrande  determinou que restaurantes só poderão funcionar em esquema de delivery, sem permissão para drive-thru ou take-away.

"Estamos na pior fase da pandemia, enfrentando um ambiente de guerra", reconheceu Casagrande. O governador apontou como as principais razões para a disparada do contágio no Brasil a demora na vacinação, a falta de uma coordenação nacional das medidas sanitárias, o surgimento de novas cepas do coronavírus e o negacionismo de parte da sociedade sobre a gravidade da pandemia.

Hotéis e pousadas

Foto: Divulgação/Pexels

De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, Coronel Homero Cerqueira, nos próximos 14 dias, os hotéis, pousadas e afins, não poderão mais receber hóspedes após atingir o limite de 50% da capacidade do local.

>> Casagrande sugere que prefeitos proíbam até uso de guarda-sol para não incentivar ida às praias

Veja as medidas que deverão ser adotadas a partir desta quinta-feira (18)

Além disso, as reuniões sociais ficam proibidas. O acesso a praças, parques, jardins e áreas esportivas públicas será vedado. Para igrejas e demais templos religiosos, o Estado faz a recomendação de que cultos e missas sejam transmitidos virtualmente, ainda que o atendimento presencial individual siga autorizado.

Clubes de lazer e academias de ginástica devem permanecer fechados. A partir da próxima sexta-feira (19), jogos de campeonatos nacionais de futebol também ficam proibidos - a apresentação do governo estadual não fez menção ao campeonato capixaba.

Reveja o pronunciamento