ES recebe mais de 84 mil doses de vacina contra a covid; imunização de idosos a partir de 70 anos começa na segunda-feira

Geral

ES recebe mais de 84 mil doses de vacina contra a covid; imunização de idosos a partir de 70 anos começa na segunda-feira

A previsão é de que em abril, o estado receba um número maior de imunizantes

Foto: Divulgação/Latam

O Espírito Santo recebeu neste sábado (20) um novo lote com 84.300 mil doses de vacina contra a covid-19, que chegou ao Aeroporto de Vitória por volta de 8h30. Com a nova remessa, será possível concluir a primeira parte de imunização do grupo prioritário de 75 a 79 anos, além de iniciar a vacinação da população de 70 a 74 anos. 

Foi entregue uma remessa da vacina Oxford-Fiocruz, com 10.500 doses, e mais 73.800 doses da Coronavac (Sinovac/Butantan), totalizando 84.300 novas doses.

Seguindo a atualização do Informe Técnico do Ministério da Saúde, com decisão tripartite, entre União, estados e municípios, as doses desta nova remessa, mais as doses da remessa que chegaram na madrugada de quarta-feira (17) ao Espírito Santo, serão incorporadas como D1, com o objetivo de dar mais rapidez à imunização dos grupos prioritários.

Com isso, a partir da próxima semana, o Estado iniciará a vacinação de idosos de 70 a 74 anos com envio aos municípios do quantitativo para atender 78% desta população (99.741). Fará o envio das D1 para completar 100% da cobertura dos idosos de 75 a 79 anos; iniciará também o envio para atender 63% da comunidade quilombolas; e mais um quantitativo para os trabalhadores da saúde.

Segundo a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis, Danielle Grillo, o lote esperado para a próxima semana está mantido. “Para este mês de março o Ministério da Saúde também definiu o envio de uma nova remessa toda semana, entre quartas e quintas-feiras. O que recebemos neste sábado (20) é uma remessa nova, portanto, há previsão de um novo lote para a próxima semana”.

As doses serão encaminhadas à Central Estadual de Rede de Frio para cadastramento. A previsão de distribuição aos municípios da Região Metropolitana deve ocorrer na manhã da próxima segunda-feira (22). Já o envio às regionais de saúde Norte, Sul e Central será a partir da terça-feira (23), pela manhã.

Vacinas Oxford-Fiocruz

As vacinas Covishield desenvolvidas pela empresa AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, com a nacionalização da produção feita pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), passará a ter apresentação em frascos de cinco doses, não mais com dez doses como anteriormente.

“O tempo de validade é o mesmo, de seis horas, o que muda é o volume de doses, com cinco por frasco. É muito bom para a operacionalização da vacinação, pois facilita a otimização das doses do frasco da vacina”, explicou Danielle Grillo.

Veja o momento da chegada do novo lote das vacinas no ES:

Vacinação de idosos acima de 70 anos

Na manhã deste sábado (20), Casagrande fez uma transmissão ao vivo informando que a vacinação de idosos acima dos 70 anos começa na segunda-feira (22), no município da Serra

"Iniciaremos a vacinação na segunda, às 6h30, para a faixa etária de 70 anos. Estarei presente com o Secretário de Saúde, Nésio Fernandes e com o prefeito, Sergio Vidigal". 

De acordo com o gerente Estadual de Vigilância em Saúde, Orlei Cardoso, com a chegada das novas doses será possível uma ampliação na vacinação. "Mais um quantitativo de doses para finalizar o público de 75 a 79 anos e iniciar de 70 a 74. Foi feita uma reunião com os secretários municipais de Saúde para que preparem as salas de vacina. O mês de abril é importante, estamos na expectativa de receber um número maior de vacinas e ampliar um pouco mais a vacinação em todos os municípios". 

Compra de Vacinas

Durante a coletiva de imprensa realizada na sexta-feira (19) o secretário de Saúde Nésio Fernandes falou sobre as negociações do governo do Espírito Santo para a compra de novas vacinas. Ele explicou que o Estado teve que suspender algumas negociações por causa de cláusulas contratuais entre o Governo Federal e alguns laboratórios, que proíbem a venda direta para estados e municípios.

"Nós seguimos com diversas negociações, inúmeras foram descartadas porque se tratavam de golpistas. Outras foram interrompidas por que o Governo Federal proibiu que, na prática, os laboratórios negociassem direto com os estados e municípios e, desta maneira nós interrompemos algumas negociações. Outras aguardam uma pacificação política com o governo federal para que possam apresentar ofertas de venda para estados e municípios", explicou o secretário.

Apesar da aparente dificuldade para compra de vacinas, a Secretaria de Saúde do Estado segue negociando a compra de imunizantes de forma independente e que contato outras fabricantes fabricantes.

"Temos negociação aberta com empresa Reithera, da Itália, onde é possível que avance, nos próximos dias, a realização da fase três do estudo da vacina no Espírito Santo. Nós solicitamos uma parceria para realizar o desenvolvimento dessa fase com 30 mil capixabas, no entanto ainda depende de diversas decisões administrativas e políticas."

Outra empresa que mantém a negociação com o Espírito Santo, por meio da Embaixada da China, é a Sinopharm. O secretário afirmou também, que uma terceira opção é a Sputnik, da Rússia.

"Temos negociação aberta com a Sinopharm, que avançou na troca de comunicação direta com eles, inclusive na solicitação de mediação na negociação com a Anvisa para registro da mesma. Também temos a negociação da Sputnik, com os fornecedores da mesma, e ao longo da próxima semana temos algumas possíveis atualizações dessas negociações.