• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cinco viaturas e 60 bombeiros intensificam combate ao incêndio em área de turfa na Serra

Geral

Cinco viaturas e 60 bombeiros intensificam combate ao incêndio em área de turfa na Serra

Segundo o aspirante Caliman, que comanda as operações no local, a chuva que caiu recentemente não foi suficiente para alagar, mas deixou o solo apenas umedecido

A água e a vegetação verde acabam gerando muito vapor ao ser atingida pelo fogo, o que causa a fumaça intensa Foto: ​TV Vitória

Na manhã desta quinta-feira (16), cinco viaturas e 60 bombeiros estão trabalhando para conter o incêndio na área de turfa no bairro José de Anchieta, na Serra. A ação dos bombeiros foi intensificada desde terça-feira (14) quando a fumaça da queima do material orgânico na região voltou a incomodar os moradores do bairro e de outros adjacentes.

 Na quarta-feira (15),  cinco viaturas e 50 oficiais trabalharam no local. Foi feito o alagamento de uma área de aproximadamente 400 metros, e mesmo assim o trabalho continuou, já que a fumaça ainda era bastante densa e havia vários focos de incêndio espalhados pelo local.

Equipes do Corpo de Bombeiros Militar estiveram, durante toda a terça-feira (14), combatendo o incêndio na área de turfa em José de Anchieta, na Serra, onde a área voltou a queimar com mais intensidade e os moradores voltaram a reclamar do forte cheiro e baixa visibilidade devido à fumaça causada pelo incêndio.

O Corpo de Bombeiros tem feito um trabalho constante na área desde fevereiro quando a queima da turfa passou a incomodar moradores das redondezas. A queima estava controlada e a área, desde então, vem sendo monitorada já que existiam pequenos focos de incêndio, mas sem incômodo para a população.

Segundo o aspirante Caliman, que comanda as operações no local, a chuva que caiu recentemente não foi suficiente para alagar, mas deixou o solo apenas umedecido. “A vegetação está úmida, e como o clima voltou a ficar seco, ocasionou novos focos de incêndio. A água e a vegetação verde acabam gerando muito vapor ao ser atingida pelo fogo, o que causa a fumaça intensa”.

O aspirante disse ainda que há fortes indícios de que a queima pode também está sendo provocada por causa humana, já que logo após o controle em algumas áreas, aparecem novos focos. Ainda na terça-feira pela manhã foi encontrada uma grande quantidade de entulho, espalhado de forma que dificultava o acesso dos bombeiros ao local mais atingido pelo fogo.

Será instalado um Sistema de Comando de Operações em Vitória com ligação com o da Serra. Este recurso permanecerá acionado ao longo da operação de controle do fogo.