Incêndio em área de turfa continua na Serra e moradores pedem socorro

Geral

Incêndio em área de turfa continua na Serra e moradores pedem socorro

Na manhã desta terça-feira (14), leitores do jornal online Folha Vitória enviaram fotos para a redação para mostrar como a fumaça estava atingido o bairro

Moradores sofrem: a fumaça tomou conta do bairro José de Anchieta Fotos: Cláudio Messias/WhatsApp Folha Vitória

Há quase dois meses queimando, a fumaça que sai do solo na região do bairro José de Anchieta, na Serra, continua incomodando os moradores que sofrem com a fumaça do incêndio que atinge a área de turfa.

Na manhã desta terça-feira (14), leitores do jornal online Folha Vitória enviaram fotos para a redação para mostrar como a fumaça estava atingindo o bairro. Mal dava para ver algumas casas.

O incêndio é um dos maiores já registrados e atingiu por uma área de 250 mil metros quadrados. Cláudio Messias, de 40 anos, é morador do bairro há mais de 35 e diz que nunca viu um incêndio tão duradouro como este.

"Eu nunca vi um fogo como esse. Todos os dias a gente acorda de manhã sem poder respirar direito. Quando a gente vai dormir, temos que deixar todas as janelas fechadas se não não é possível dormir", conta Messias.

Cláudio fica receoso com o filho que tem problemas respiratórios. "O meu filho tem bronquite e é muito perigoso. Ele faz acompanhamento médico e toma remédios, então a gente fica com receio", completa.

No dia 30 de abril, o Corpo de Bombeiros havia anunciado que o incêndio havia sido controlado. A corporação chegou a conclusão que o incêndio foi criminoso, devido às manchas de um produto líquido inflamável, na área queimada.

>> O que causa o fogo: a explicação dada para o incêndio na turfa era a combinação da falta de chuva com o calor excessivo que fazia secar a região, e gerar combustão espontânea, criando uma espécie de fermentação desse material.