Lei obriga prédio a reaproveitar água drenada de subsolo em SP

Geral

Lei obriga prédio a reaproveitar água drenada de subsolo em SP

Redação Folha Vitória

São Paulo - O prefeito Fernando Haddad (PT) sancionou nesta quinta-feira, 23, o projeto de lei que obriga o governo municipal a utilizar água de reuso em obras públicas. Na proposta, aprovada pelos vereadores paulistanos em fevereiro, também ficou definido que a água drenada dos subterrâneos de prédios deverá ser reutilizada - hoje é comum na capital paulista edifícios que jorram até 50 mil litros de água por dia para evitar a inundação de suas garagens.

A nova lei tem agora 120 dias para ser regulamentada. No texto também fica determinado que a Prefeitura passe a utilizar água de reuso ou das chuvas na irrigação de jardins e na lavagem de calçadas e de monumentos. Mas não foi definido como as empresas contratadas pelo governo vão adotar a mudança.

Para os postos de combustível e lava-rápidos, o prazo para que passem a utilizar somente água de reuso será de 3 anos. Na semana passada, Haddad também havia sancionado projeto do Legislativo que cria multa de R$ 250 para quem for flagrado pela segunda vez lavando a calçada com água da rede da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico de São Paulo).