Legisladores das Ilhas Malvinas rejeitam alegação da Argentina pelo arquipélago

Geral

Legisladores das Ilhas Malvinas rejeitam alegação da Argentina pelo arquipélago

Redação Folha Vitória

Stanley, Ilhas Malvinas - Parlamentares das Ilhas Malvinas rejeitaram a alegação da Argentina que uma decisão recente de uma comissão da ONU reforça a soberania do país sul-americano sobre o arquipélago.

No início desta semana, o governo argentino disse que a comissão da ONU sobre os limites da plataforma continental havia ratificado um pedido do país de 2009, que fixa o limite de seu território, de 200 a 350 milhas de sua costa.

Na segunda-feira, a chanceler argentino, Susana Malcorra, anteriormente chefe de gabinete do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, postou um mapa no Twitter que mostrou as ilhas incluídas no território da plataforma continental da Argentina. O relatório em si ainda não foi publicado.

Para Mike Summers, parlamentar local do território ultramarino britânico, a ONU "concordou com a extensão da plataforma continental para a Argentina nas áreas ao norte das Ilhas Malvinas que não são objeto de reivindicações concorrentes". "Essa decisão não tem efeito para a posição soberana das Malvinas."

Em 1982, a Argentina invadiu as ilhas e foi, então, enfrentada por tropas britânicas. Amanhã, será comemorado o 34º aniversário da Guerra das Malvinas. Fonte: Associated Press.